Imagem da matéria: Tesla, de Elon Musk, investe US$ 1,5 bilhão em bitcoin e preço quebra novo recorde
Empresário Elon Musk Foto: Shutterstock

A Tesla investiu US$ 1,5 bilhão em bitcoin, de acordo com um documento registrado na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) nesta segunda-feira (08). Assim que a informação se tornou pública, o preço da principal criptomoeda disparou e atingiu US$ 44 mil. Em Real, o recorde também foi quebrado com uma alta de 11% e é cotada a R$ 234.651.

Conforme o relatório, a empresa mudou a política de investimentos em janeiro deste ano com objetivo de ter mais flexibilidade e buscar maximizar os retornos sobre o caixa que não é necessário para a operação da multinacional.

Publicidade

“Investimos um total de US$ 1,5 bilhão em bitcoin sob esta política e podemos adquirir e manter ativos digitais de tempos em tempos ou de longo prazo. Além disso, esperamos começar a aceitar bitcoin como forma de pagamento por nossos produtos em um futuro próximo, sujeito às leis aplicáveis e inicialmente em uma base limitada, que podemos ou não liquidar no recebimento”, diz o documento.

A empresa afirmou que os ativos digitais são considerados ativos intangíveis “de duração indefinida de acordo com as regras contábeis” e que existe um risco de que o investimento possa ter um resultado negativo. Contudo, aponta que no momento o objetivo é manter essa classe de ativos por um longo prazo.

Conforme Reinaldo Rabelo, CEO da corretora Mercado Bitcoin, trata-se de um reflexo de um movimento que vem desde o final de 2019, com destaque para as compras do Renaissance, passando por Paul Tudor Jones até o investimento de tesouraria de empresas de capital aberto, como Microstrategy, da Square e, agora, Tesla.

“Atendemos investidores institucionais desde 2018, mas, ao contrário dos EUA, aqui esses players preferem atuar de forma reservada, sem aparecer na mídia”, diz Rabelo.

Publicidade

Elon Musk e Bitcoin

É segunda vez que o empresário é considerado o responsável direto por uma alta do bitcoin. Na madrugada do dia 29 de janeiro, o executivo colocou a hashtag #bitcoin em seu perfil do Twitter e imediatamente fez o preço disparar.

Embora não tenha feito uma menção direta, ele escreveu: “De certo modo era inevitável”. Um referência com os constantes flertes que teve com as criptomoedas ao longo dos últimos anos.

Musk vem orquestrando altas de moedas e empresas pelo seu Twitter. Nas últimas semanas, ele abraçou uma criptomoeda chamada DogeCoin, criada a partir de um meme. O projeto era uma brincadeira e não teve nenhum grande desenvolvimento nos últimos anos. Ainda assim, teve uma valorização de 60% após os tweets do criador da Tesla.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fusão da imagem de uma moeda de bitcoin com a bandeira do Paraguai

Senado do Paraguai aprova lei que pune com até 10 anos de prisão mineradores de criptomoedas que roubam eletricidade 

Para o relator Ever VIllalba, o PL não criminaliza a mineração de criptomoedas, mas as leis devem ser adaptadas ao setor; PL seguirá para a Câmara dos Deputados
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin ensaia recuperação e Trump diz apoiar a mineração de BTC nos Estados Unidos

Manhã Cripto: Bitcoin ensaia recuperação e Trump diz apoiar a mineração de BTC nos Estados Unidos

Donald Trump disse, após um evento de campanha com mineradores de Bitcoin, que ele quer “todo o Bitcoin restante feito nos EUA”
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin e todo mercado continuam em queda, enquanto Biden se aproxima do setor

Manhã Cripto: Bitcoin e todo mercado continuam em queda, enquanto Biden se aproxima do setor

Autoridades do governo do presidente dos EUA, Joe Biden, devem participar de uma mesa redonda sobre Bitcoin