Imagem da matéria: Bitcoin chega a R$ 345 mil em dia de estreia do primeiro ETF de futuros com cripto dos EUA
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) voltou a subir nesta terça-feira (19) em que o primeiro ETF de criptomoedas chega à bolsa de valores dos EUA, notícia que ajuda o ativo a bater no Brasil a sua maior cotação em seis meses de R$ 345 mil, segundo o Índice do Portal do Bitcoin.

Embora o criptoativo líder do mercado tenha começado a semana no vermelho e atingido uma mínima, em dólar, de US$ 60.010 na manhã passada, os preços logo voltaram a subir e por muito pouco o bitcoin não rompeu a barreira dos US$ 63 mil durante a madrugada, quando atingiu um topo de US$ 62.944. 

Publicidade

Agora o BTC opera em alta de 1,4% nas últimas 24 horas e é negociado em torno de US$ 62.200, de acordo com o CoinMarketCap.

O grande acontecimento que hoje impulsiona o mercado de criptomoedas é a estreia do ETF de futuros de bitcoin da ProShares, que passa a ser negociado nesta manhã na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) sob o ticker $BITO.

Expirou ontem o prazo final que a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) tinha para se pronunciar caso não aprovasse o lançamento do ETF. Como já era previsto, a SEC não fez nenhuma intervenção e agora a ProShares tem a “benção” dos reguladores para seguir adiante com o produto.

Se a tendência continuar, mais ETFs de futuros de bitcoin devem chegar nos próximos dias, com o produto da Invesco sendo lançado já nesta quarta (20). Na próxima semana, os ETFs da VanEck e da Valkyrie também poderão estar disponíveis para negociação. 

Publicidade

O lançamento de um ETF de bitcoin nos EUA é considerado um marco para o mercado cripto e deve atrair capital para o setor à medida que permite que investidores mais tradicionais tenham uma forma simplificada de se expor às criptomoedas, sem precisar comprá-las diretamente.

O evento, no entanto, deve provocar outros movimentos para além da valorização do bitcoin, já que investidores podem aproveitar a boa fase para realizar lucros no momento em que a criptomoeda volta a se aproximar do seu recorde de preço de US$ 64.860.

Fantom puxa alta das altcoins 

Fantom (FTM), uma criptomoeda que quer competir com o Ethereum e que já valorizou 13.000% em 2021, continua puxando a alta das altcoins nesta terça em que cresce mais 12%, valendo agora US$ 2.45.

A valorização das principais criptomoedas do mercado está mais tímida e no Top 10, apenas Ethereum (ETH) e Binance Coin (BNB) operam em alta de 0,2% e 3,5%, respectivamente.

Publicidade

Já com leves quedas no dia está o restante das altcoins mais populares, como a Cardano (-0,5%), XRP (-0,2%), Solana (-1%) e Dogecoin (-6,2%).

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

CVM julga hoje pirâmide Atlas Quantum; veja detalhes da acusação

Procuradoria da CVM acusa Atlas Quantum de operação fraudulenta no mercado de valores mobiliários e embaraço à fiscalização da CVM
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin à vista já controlam mais de 1 milhão de BTC

Mais da metade dos US$ 70,5 bilhões em fundos está praticamente dividida entre Grayscale e BlackRock
Smartphone mostra logotipo da Receita Federal; ao fundo, um leão

Prazo para entrega do Imposto de Renda termina nesta sexta; veja como declarar criptomoedas

Com mudanças neste ano na declaração de criptomoedas, o contribuinte precisa ficar atento para não perder o prazo do Imposto de Renda, que vai até o dia 31