Imagem da matéria: Bitcoin (BTC) supera marca de US$ 50 mil pela primeira vez desde maio
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) voltou à marca de US$ 50 mil na madrugada desta segunda-feira (23), o maior preço alcançado pela moeda desde o crash de maio.

No momento da redação deste texto, o BTC é negociado a US$ 50.192, com alta de 2% nas últimas 24 horas, de acordo com o CoinMarketCap.

Publicidade

Em real, segundo o Índice de Preço do Portal do Bitcoin, o ativo digital é cotado a R$ 270 mil nas principais corretoras.

No acumulado da semana, o BTC está com alta de 5,6%; no mês, a valorização está na casa dos 55%.

A última vez que o Bitcoin viu esse preço foi em meados de maio, logo depois que Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, disse que sua montadora de carros não aceitaria mais o ativo como pagamento devido a questões ambientais.

A decisão de Musk, junto com o aumento da repressão na China contra o mercado, fez o Bitcoin despencar nos dias e nas semanas que se seguiram. Em julho, a criptomoeda chegou a cair para US$ 29 mil, menor preço desde dezembro de 2020.

Publicidade

De julho para cá, no entanto, a moeda recuperou o fôlego e voltou a valorizar. Isso ocorreu em parte porque Musk fez as ‘pazes‘ com o BTC e porque os mineradores expulsos da China conseguiram se reestabelecer em outros países, como Estados Unidos e Cazaquistão.

A retomada dos US$ 50 mil nesta segunda é vista por muitos traders como um marcador psicológico de sucesso. Rompê-lo abre caminho para voos maiores, como disse ‘The Moon’, um popular investidor e educador de criptomoedas que toca um canal no YouTube sobre BTC.

Já o trader Rekt Capital, que é um dos mais conhecidos do mercado, disse nesta manhã que a moeda está no meio de um bull market.

Ethereum (ETH) e altcoins

Assim como o BTC, as altcoins também operam em alta nesta segunda. O Ethereum (ETH), segunda maior cripto em capitalização, subiu 1,97% nas últimas 24 horas, sendo negociada a US$ 3.332 hoje.

Publicidade

Em real, de acordo com o Índice de Preço do Portal do Bitcoin, o Ether é negociado a R$ 17.967 nas pricipais exchanges com operação no Brasil.

Já a Cardano (ADA), que passará por uma atualização em sua blockchain, valorizou 7,65% desde ontem e bateu os US$ 2,86 nesta manhã, sua nova máxima de preço.

Com informações do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos