mão segurando celular com logo da binance e gráficos ao fundo
Shutterstock

A parceria com a Latam Gateway e banco BS2 avançou e a Binance liberou os saques em reais nesta quarta-feira (06), após ficar 20 dias sem acesso ao serviço na plataforma. Os depósitos haviam sido liberados na segunda (04). O sistema, no entanto, continua com algumas restrições.

Apenas os clientes Pessoa Física, em geral com baixo volume, estão habilitados para retirar o dinheiro. Quem opera na plataforma como Pessoa Jurídica segue com as mesmas restrições impostas desde o dia 17 de junho.

Publicidade

Além disso, o sistema ainda não está funcionando pelo celular. Em testes realizados pelo Portal do Bitcoin, não foi possível realizar a operação de saque em real no aplicativo da Binance; ela só foi permitida através do site da corretora, como mostra a imagem abaixo:

Tentativa de saque falha na Binance de conta jurídica.

Para quem deseja realizar o saque em PIX, a Binance informa que oferece suporte apenas para chaves PIX que usam o CPF. Portanto, o usuário não consegue enviar dinheiro para outro tipo chave PIX no momento. Para saques, a corretora também cobra uma taxa fixa de R$ 3,50 — possivelmente o valor que fica com a Latam Gateway.

A necessidade de colocar o CPF indica também que o serviço está sendo feito de forma manual e não de maneira automatizada como no sistema anterior.

As contas jurídicas, geralmente abertas por outras empresas ou institucionais, continuam sem conseguir realizar saques e depósitos em real na Binance.

Publicidade

O que diz a Binance

Um teste feito pela reportagem mostrou que, nas tentativas de saque e depósito a partir de uma conta PJ, aparece um alerta informando que “contas corporativas não são suportadas no momento, selecione outros métodos de pagamento”.

A mesma mensagem aparece na solicitação de saque via PIX e TED. Já os saques via transferência de conta bancária corporativa, a corretora informa que o serviço está em manutenção. Dessa forma, as três opções de saque para esse tipo de cliente estão indisponíveis no momento.

Procurada pela reportagem, a Binance afirmou: “O processo de integração com o novo parceiro de pagamentos, a Latam Gateway, está em andamento e será 100% concluído em breve, quando as transações (depósitos e saques) serão totalmente normalizadas. Enquanto isso, a exchange continua oferecendo opções”.

O retorno da Binance 

Embora os saques só estejam disponíveis hoje, a Binance já havia retomado os depósitos em real na sua plataforma na tarde de segunda-feira (4).

Publicidade

A volta dos serviços, mesmo que parcial, foi possível graças à contratação da Latam Gateway como sua nova provedora de pagamentos no Brasil, em substituição à antiga parceira Capitual que, por sua vez, oferecia os serviços através do Acesso Bank.

Como a Latam Gateway não é uma instituição de pagamentos homologada pelo Banco Central — assim como não é o Capitual —, contrata os serviços do Banco BS2 para viabilizar os saques e depósitos para a Binance. 

A principal diferença no novo serviço é que agora o cliente precisa informar o CPF nas movimentações, o que pode ser um sinal de que saques e depósitos ainda não são feitos de maneira automatizada, e sim manual.

Conflito entre Binance e Capitual

O fim da relação de longa data que Binance mantinha com o Capitual não foi amigável. Após a corretora ter anunciado no dia 24 de junho a Latam Gateway como sua nova processadora de pagamentos no Brasil, o Capitual emitiu uma nota para contrariar a informação divulgada pela corretora, de que a empresa “não oferece mais serviços aos usuários”.

O Capitual afirma que “os serviços prestados às exchanges internacionais com as quais tem parceria estão funcionando normalmente, portanto não procede a informação de que interrompeu as operações para a Binance”. 

Publicidade

Desse modo, o Capitual dá a entender que a decisão de deixar de usar seus serviços — ainda disponíveis — partiu da Binance. 

O caso não ficou por isso e agora envolve um processo na Justiça que já travou R$ 450 milhões das contas do Capitual a pedido da Binance.

No dia 22 de junho, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) suspendeu uma decisão de primeira instância que obrigava o Capitual a seguir prestando serviços para a Binance, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia.

Em primeira instância, a Binance obteve com o juiz Caramuru Afonso Francisco, da 18ª Vara Cível, uma decisão que obrigava o Capitual a continuar fornecendo os serviços de saques e depósitos em reais — interrompidos desde o dia 17 de junho. O processo corre em segredo de Justiça.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

O ex-ministro Tareck El Aissami foi preso por participar de esquema que desviou US$ 15 bilhões da venda de petróleo usando criptoativos
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Agência federal de fiscalização dos Estados Unidos começa a olhar para games cripto

Comprar vidas extras ou ganhar tokens em um jogo do tipo play-to-earn equivale a um “banco em games e mundos virtuais”, diz agência
Imagem da matéria: EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

Avraham Eisenberg é o trader cripto acusado de drenar mais de US$ 100 milhões da plataforma de negociação Mango Markets
Imagem da matéria: Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Com isso, agora são de 32 milhões de Ether em staking, o que equivale a mais de US$ 114 bilhões, representando cerca de 26% da oferta total de Ethereum