Imagem da matéria: Binance fecha as portas de filial na Coreia do Sul
(Foto: Shutterstock)

A Binance anunciou o fechamento de sua filial na Coreia do Sul, a Binance Korea, oito meses após o início das operações. Segundo comunicado da exchange nesta quinta-feira (24), o motivo do encerramento é a pouca procura pela plataforma e o baixo volume de negociação.

Conforme explica a nota, a filial sul-coreana disponibiliza uma stablecoin lastreada no won sul-coreano, a BKRW, mas que não vinha dando volume suficiente para gerar liquidez, ou “resultando em liquidez limitada para seus usuários”.

Publicidade

De acordo com o cronograma de encerramento da plataforma, a data final para os usuários locais retirarem seus fundos será impreterivelmente no dia 29 de janeiro. Contudo, a partir desta quinta, a corretora já não recebe mais nenhum pedido de abertura de conta e no próximo dia 10 — janeiro, todas as posições serão liquidadas.

De acordo com o The Block, a Binance Korea estava indo bem no país até o anúncio de uma nova lei para o mercado de criptomoedas que não vai permitir o compartilhamento de carteiras entre as exchanges. Segundo apurou o site, a nova lei vai entrar em vigor no dia 25 de março de 2021.

A empresa não citou diretamente a lei como a razão para o fechamento, mas disse: “é difícil fornecer liquidez para as transações”, comentou o The Block. 

A exchange havia anunciado anteriormente o fechamento da Binance Jersey, sua bolsa nas Ilhas Britânicas, e da Binance Uganda. De acordo com o CEO Chenpeng “CZ” Zhao, decisões sobre as duas filiais foi uma “decisão de negócios”.

Publicidade

No mês passado, a Binance enviou um comunicado aos seus clientes dos EUA para retirem seus fundos se encerrarem suas contas. Binance não tem status regulatório, dando a eles 14 dias para encerrar sua conta. A empresa, porém, já conta com uma unidade separada da matriz apenas para atender os clientes americanos.

VOCÊ PODE GOSTAR
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
pilhas de moedas douradas à frente da bandeira da Colômbia

Maior banco da Colômbia lança corretora de criptomoedas

A plataforma Wenia visa atrair pelo menos 60.000 clientes em seu primeiro ano de operação