Imagem da matéria: Binance fecha acordo com SEC sobre acesso a fundos dos clientes da Binance US
Foto: Shutterstock

O desmoronamento da subsidiária da Binance nos Estados Unidos segue em marcha acelerada. Na noite de sexta-feira (16), a empresa e os reguladores americanos entraram em acordo sobre os fundos dos clientes com residência nos EUA.

Na prática, o acordo, que ainda precisa de uma autorização judicial, diz que a Binance Internacional não terá acesso às criptomoedas da Binance US e que só poderá acessar os fundos dos clientes quando o litígio entre a SEC e a Binance for resolvido.

Publicidade

O acordo é uma resposta ao desejo da SEC que congelar os fundos da subisidária americana da Binance da a preocupação dos reguladores de que os fundos poderiam ser transferidos para fora do país. Conforme o Coindesk, a resposta da defesa é que o congelamento total seria o equivalente a uma pena de morte para a empresa.

O analista John Reed Stark, que foi funcionário da SEC e é conhecido pelas críticas ao mercado de criptomoedas, notou que a Binance também vai ter que repatriar alguns ativos.

Reed explica os reguladores exigem que a corretora crie novas carteiras de criptomoedas nas quais os funcionários da entidade internacional não possuam acesso e proíbe a destruição de documentos,

Além disso, ele acredita, pelo tamanho do time de advogados da Binance, é possível que o custo da defesa esteja na casa de US$ 1 milhão por dia:

Publicidade

“Importante notar que a equipe de defesa jurídica da Binance é composta pelos advogados mais bem qualificados, respeitados e extremamente talentosos do mundo – e sua taxa geralmente está na faixa de US$ 2.000 por hora”.

Binance, CZ e SEC

No dia 5 de junho, a SEC entrou com um processo contra a Binance e seu criador, Changpeng “CZ” Zhao.

Na ocasião os reguladores afirmaram o seguinte: “Enquanto Zhao e Binance alegaram publicamente que os clientes dos EUA foram impedidos de realizar transações na Binance.com, Zhao e Binance, na realidade, subverteram seus próprios controles para permitir secretamente que clientes americanos de alto valor continuassem negociando na plataforma Binance.com”.

O caso agora ainda depende de uma autorização da Justiça para seguir em frente. Segundo Reed, o processo será bastante oneroso para os reguladores. Por outro lado, caso a Binance desrespeite o acordo, o temido Departamento de Estado pode entrar no caso e acusar a corretora de obstrução, o que levaria, potencialmente, a um caso criminal.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de correntes ilustradas com pequenos zeros e uns

Degen Chain: a rede de camada 3 que está chamando atenção com a febre das memecoins

Novidade no mercado, a Degen foi construída na Base, uma rede de camada 2 do Ethereum, e já tem tido uma forte alta no número de transações
Mulher olhando celular com logotipo do paypal

PayPal libera uso de stablecoins para pagamentos internacionais

Empresa explicou que clientes podem converter o PayPal USD (PYUSD) em dólares e enviar dinheiro para 160 países
Imagem da matéria: Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Golpistas estão se aproveitando da pré-vendas de tokens na rede Solana para enganarem usuários em plataformas como Telegram
Imagem da matéria: Reforma do Código Civil prevê inclusão de criptomoedas em herança digital

Reforma do Código Civil prevê inclusão de criptomoedas em herança digital

Mudanças do Código Civil incluem o reconhecimento da herança digital, que inclui criptomoedas, além de senhas de redes sociais e de milhas aéreas