Imagem da matéria: Binance enfrenta processo nos EUA por acusação de facilitar transações do Hamas
Foto: Shutterstock

Um grupo de familiares de vítimas dos ataques terroristas do Hamas contra Israel no dia 7 de outubro do ano passado está processando a Binance nos Estados Unidos. A alegação é que a corretora facilitou a atividade do grupo ao permitir que eles operassem contas em sua plataforma. 

O processo está tramitando no Tribunal do Distrito Sul de Nova York e busca representar cidadãos dos Estados Unidos que foram feridos ou familiares de norte-americanos mortos no ataque. 

Publicidade

Segundo reportagem do jornal britânico Financial Times de outubro do ano passado, mais de 100 contas ligadas ao Hamas na Binance foram congeladas a pedido do governo de Israel após os ataques.

Além disso, o The Wall Street Journal apurou na mesma época que o Hamas recebeu US$ 41 milhões (R$ 202 milhões) em criptomoedas. A Chainalysis, empresa especializada em análises de segurança cripto, afirmou que o valor está superestimado.

Plataforma de financiamento do Hamas

Além da Binance, o processo também é contra Irã, Síria e Changpeng “CZ” Zhao, fundador da corretora. A ação judicial se fundamenta em graves alegações de que a corretora de criptomoedas forneceu uma plataforma de financiamento clandestino para o Hamas e outros grupos entre 2017 e meados de 2023.

Segundo o processo, a Binance e seu ex-CEO, Changpeng Zhao, teriam permitido conscientemente a atores ilícitos, incluindo o Hamas, evadir restrições regulatórias dos EUA relacionadas ao financiamento do terrorismo.

Publicidade

A acusação argumenta que a Binance falhou em implementar infraestrutura legal obrigatória para prevenir o financiamento do terrorismo, uma violação que foi destacada em acordos de confissão criminal e assentamentos civis divulgados no final de 2023 pelo Departamento de Justiça dos EUA e reguladores americanos.

O processo busca reparações sob o Ato Antiterrorismo dos EUA e o Ato de Imunidades Soberanas Estrangeiras, alegando que a Binance forneceu assistência substancial aos terroristas, incluindo o fornecimento de uma ferramenta de financiamento e a ocultação de informações cruciais dos reguladores e do público dos EUA.

You May Also Like
Montagem com um leão e o logotipo da Receita Federal do Brasil

Imposto de Renda 2024: Como não cair na malha fina da Receita Federal

Uma prática indispensável para quem investe em criptomoedas é antecipar o cálculo e o pagamento do imposto sobre os lucros
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Token Ribus atinge aumento de 1500% em volume de negociação

Movimentação no Mercado Bitcoin passou de R$ 451 mil em dezembro para R$ 11 milhões em fevereiro
Mão segura smartphone que projeta blocos azuis

Mercado Bitcoin lista o ZETA, token nativo da Zetachain

Zetachain é uma blockchain projetada para facilitar a comunicação e a interação entre diferentes redes descentralizadas
Imagem da matéria: Gemini vai devolver US$ 1,1 bilhão para clientes do programa Earn

Gemini vai devolver US$ 1,1 bilhão para clientes do programa Earn

A Gemini se encaminha para fazer a devolução total das criptomoedas dos participantes do programa Earn — incluindo ganhos de mercado