Imagem da matéria: Bankly perde R$ 1 bilhão em volume de pagamentos após rompimento com a Binance
Foto: Shutterstock

A Bankly, plataforma da Acesso Bank, teve uma queda de quase R$ 1 bilhão no Volume Total de Pagamentos (TVP) na comparação do segundo trimestre de 2022 com os primeiros três meses do ano.

A informação foi divulgada pela empresa em um comunicado ao mercado – a startup Méliuz, controladora da Acesso, tem capital aberto e por isso deve periodicamente prestar contas. No documento, a empresa responsabiliza o inverno cripto pela queda.

Publicidade

De R$ 8,3 bilhões no primeiro trimestre em TPV a Bankly foi para R$ 7,4 bilhões no segundo. O termo TPV mede o valor transacionado nos meios de pagamento que uma empresa disponiliza para os clientes.

É uma métrica muito usada por fintechs e companhias do mercado financeiro, em especial de meios de pagamento.

Bankly perdeu R$ 900 milhões em TPV

“Já em comparação ao 1T22, o TPV do Bankly apresentou uma queda de 12%, devido principalmente ao menor número de transações dos parceiros ligados a produtos de criptomoedas, dado o cenário adverso que o setor vem enfrentando nos últimos meses”, aponta o comunicado.

O primeiro semestre de 2022 teve preços de criptomoedas estagnados ou em queda, o que naturalmente faz diminuir o número de transações.

Rompimento com a Binance

No entanto, há outros fatores que podem ter contribuído para os números menos favoráveis da empresa.

A Acesso Bank prestava serviços para a Capitual, que era a empresa responsável por viabilizar saques e depósitos em reais na Binance.

Publicidade

Mas a Binance rompeu o acordo comercial com a Capitual e, consequentemente, com a Acesso (Bankly/Méliuz). O rompimento se deu apenas 15 dias antes do fim do segundo trimestre; no entanto, pelo alto volume que a corretora gira, pode ter tido impacto significativo.

O fim do acordo entre Capitual e Binance girou em torno de desentendimentos sobre exigências do Banco Central, por suspeitas de riscos de lavagem de dinheiro na corretora.

Como resultado, a exchange interrompeu os serviços, passando quase três semanas sem saques e depósitos em reais até finalmente fechar parceria com a Latam Gateway, que usa os serviços do BS2.

Em meio ao rompimento, as empresas seguem travando uma disputa judicial que já resultou no congelamento de R$ 450 milhões pertencentes a clientes da Binance, cujo destino segue indefinido.

VOCÊ PODE GOSTAR
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Imagem da matéria: Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Um programa de crescimento com aporte milionário de fundo cripto está sendo votado neste momento pelos usuários do GNO
Tela de celular mostra logotipo Drex- no fundo notas de cem reais

Banco Central adia Drex para realizar novos de testes de privacidade

BC explica que primeira fase de testes foi focada em elementos de privacidade, mas as soluções encontradas “ainda não estão maduras”