Fachada da sede do Banco Central do Brasil
Foto: Shutterstock

O Banco Central está acompanhando a volatilidade do mercado de criptoativos e checando se essa turbulência pode causar algum estremecimento no cenário macroeconômico. A informação foi divulgada na quinta-feira (3), por meio do Relatório de Estabilidade Financeira (REF), um estudo que a instituição financeira publica de forma semestral.

“O BC segue acompanhando também a volatilidade dos mercados de criptoativos no cenário internacional, sua correlação com os mercados financeiros tradicionais e potenciais impactos decorrentes da implementação de novas ferramentas de finanças descentralizadas (DeFi)”, disse a instituição no relatório.

Publicidade

O contexto no qual o Banco Central abordou cripto em seu relatório foi durante a análise sobre possíveis riscos para o cenário macroeconômico. Nesse sentido, a entidade afirma que os sistemas financeiros internacionais seguem “funcionando sem maiores fricções”.

Porém, o BC aponta que aperto das condições financeiras globais e o aumento da volatilidade podem provocar perdas nos valores dos ativos, principalmente naqueles com maior risco.

Além de citar os criptoativos, o documento afirma que o BC está estudando a correlação do setor cripto com o mercado tradicional e possíveis impactos que possam ser gerados por conta de iniciativas no campo das DeFi.

Criptomoedas têm potencial para inclusão financeira

Os criptoativos são novamente citados mais à frente no relatório como um setor com capacidade para promover inclusão financeira no Brasil.

Publicidade

“Os recursos tecnológicos e de programabilidade – disponíveis no ecossistema de criptoativos e na Web3 – têm grande potencial para ampliar a inclusão financeira”, afirma o Banco Central logo na abertura do tópico “Potencial de inclusão financeira pelo uso de programabilidade”.

A instituição ressalta a reutilização de protocolos e componibilidade de serviços financeiros reduzem o custo e o tempo de desenvolvimento de novos produtos financeiros, liberando o empreendedor para focar em aspectos específicos de seu modelo de negócio.

BC e as criptomoedas

Em junho, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou em entrevista coletiva que a entidade está preparada para atuar como órgão regulador do mercado de criptomoedas no Brasil.

O Projeto de Lei que tramita no Congresso sobre o tema estipula que o Poder Executivo irá apontar o regulador. A expectativa do mercado é que o próprio BC seja o encarregado. Agora, o próprio Bacen passa a se colocar nesse papel.

Publicidade

“O Banco Central está preparado”, disse Campos Neto ao ser questionado se a entidade se sente pronta para assumir a função de regulador. Mas o executivo ressaltou que “globalmente os Bancos Centrais ainda estão em fase de aprendizagem” e que ainda um longo caminho regulatório terá que ser percorrido.

No dia 31 de maio, o presidente do Banco Central disse que o órgão pretende apresentar mais um projeto de lei para regular a atuação de corretoras no mercado de criptomoedas. 

“No nosso PL a gente vai começar a regular as corretoras. Antes não estava sob regulação do Banco Central. Agora nós vamos regular as corretoras. E regulando as corretoras a gente vai saber se tem lastro ou não. Também vamos pedir que as corretoras tenham uma sede no Brasil”, disse Campos Neto.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Epik Duck: Conheça o projeto que foi de piada a memecoin de US$ 25 milhões

Memecoins como a EPIK estão se tornando cada vez mais populares no universo das criptomoedas. Isso é bom ou ruim?
Imagem da matéria: Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Há 2 anos, LUNA caia para zero; relembre um dos dias mais caóticos do mercado cripto

Em maio de 2022, o ecossistema da Terra (LUNA) entrou em uma “espiral da morte” que levou uma das criptomoedas consideradas mais promissoras daquele ano a cair para zero em 24 horas
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
HANDS, memecoin, mãos, rug pull,

Criador de memecoin disse que não tinha mãos, então não conseguiria “puxar o tapete” — ele mentiu

“NoHandsNoRug”, o criador da memecoin HANDS, disse que não aplicaria um rug pull. Adivinha o que aconteceu em seguida?