Fachada da sede do Banco Central do Brasil
Foto: Shutterstock

O Banco Central (BC) autorizou na última segunda-feira (27) o pagamento da inscrição do servidor Rodrigo Debs em um curso de Blockchain em Londres, no Reino Unido, que será ministrado na London Financial Studies (LFS). A publicação do Extrato de Inexigibilidade de Licitação foi publicada na sexta-feira (31) no Diário Oficial da União.

De acordo com ofício do Departamento de Regulação Prudencial e Cambial, repartição da Àrea de Regulação do BC, o pagamento pela capacitação sobre a tecnologia que surgiu com o Bitcoin será de R$ 22.376,85, valor liberado sem licitação, dado à natureza do processo PE 226406.

Publicidade

A inexigibilidade, ou seja, a não necessidade de licitação, foi ratificada pelo também servidor João Luís Resende, Chefe Adjunto da Divisão de Programação e Logística, descreve o documento. 

Como o próprio nome da LFS diz em portugues — “Londres Estudos Financeiros”, a entidade é especializada em capacitar pessoas para o mercado de capitais. Conforme mostra em seu site, são diversos cursos da área, como regulação, gestão, valores mobiliários e commodities.

Para a área de criptomoedas, é oferecido o curso “Blockchain for Financial Markets” (Blockchain para mercados financeiros), que será realizado pelo servidor. O curso terá as próximas turmas nas datas de 20 e 21 de abril, conforme informações no site da LFS.

De acordo com a entidade, o curso, ministrado pelo professor Jean-Luc Verhelst, oferece conhecimentos de engenharia financeira, análise quantitativas, gerenciamento de risco, operações, entre outros.

Publicidade

No último dia 13, o BC também anunciou a contratação do economista americano Robert M. Townsend para palestrar sobre criptomoedas, blockchain e tokenização na I Conferência Anual do Banco Central do Brasil, que acontece em maio. Ele vai receber R$ 58 mil pelos serviços prestados.

A Receita Federal também está investindo na capacitação para o setor de cripto. No último dia 15, o órgão anunciou a contratação da Associação Paulista de Estudos Tributários (APET), para realização de dois treinamentos em “Criptoativos e Planejamento Tributário” para os servidores do Serviço de Fiscalização dos Maiores Contribuintes.

O curso será ministrado à distância e custará ao governo R$ 7.500 por apresentação.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck
bitcoin brilhando na mão

Semler Scientific investe US$ 40 milhões em Bitcoin e ações disparam 25%

As ações da Semler Scientific subiram 25% após a entidade anunciar a adoção do Bitcoin como principal ativo de reserva do tesouro
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”
Bandeira da Argentina com moeda de Bitoin do lado

Argentina se reúne com autoridades de El Salvador para discutir adoção de Bitcoin

Há cerca de três anos, El Salvador se tornou o primeiro país do mundo a incorporar o Bitcoin, junto com o dólar, como moeda oficial