Imagem da matéria: Avaliador Premiado é golpe? Portal do Bitcoin recebe dezenas de denúncias por fraude
Avaliador Premiado (Foto: Divulgação)

Só aumenta o número de brasileiros que se dizem lesados pelo aplicativo Avaliador Premiado, que promete pagar para que pessoas avaliem produtos de marketplaces chineses, como a loja de roupas Shein.

Desde que o Portal do Bitcoinpublicou no início da semana uma reportagem mostrando o drama de quem pagou pelo aplicativo mas recebeu no lugar um curso, o número de denúncias feitas para o veículo disparou, somando até esta sexta-feira (28) cerca de 40 reclamações. Trata-se de um recorde no canal onde os leitores podem enviar denúncias de empresas.

Publicidade

A maioria dos relatos são parecidos e descrevem o que parece ter sido um esquema de propaganda enganosa divulgado em anúncios pagos no Instagram, YouTube e TikTok como um negócio legítimo.

Leia também: “Paguei pelo Avaliador Premiado, recebi um curso e não devolvem o dinheiro”

O relato de Milena Analia ilustra bem a situação enfrentada por pessoas que caíram no esquema do Avaliador Premiado. Ele conta que ouviu falar do aplicativo pela primeira vez em um vídeo patrocinado que apareceu no seu Instagram.

O print enviado por ela mostra um stories patrocinado do perfil beatrizoliveriapfl que exibe o suposto aplicativo do Avaliador Premiado na tela do celular, com um saldo de R$ 2 mil. 

Ao acessar o link divulgado no stories, ela foi direcionada para o site do Avaliador Premiado que sugere ao visitante ser possível lucrar até R$ 6,6 mil por mês com o esquema. “Ganhe de 3 a 5 salários por mês avaliando produtos com esse novo aplicativo”, dizia a propaganda.

Publicidade

“Tinha vários vídeos de comentários de outras pessoas fazendo o saque na hora e caindo na conta”, relata Analia. “Fui pesquisar no YouTube sobre esse app e falaram que funcionava, então acabei pagando a taxa. Após o pagamento, me encaminharam um acesso pelo e-mail para outra página para outro pagamento para me tornar sócia”.

Ela mostra os recibos do primeiro pagamento de R$ 97 feito para ter acesso ao suposto aplicativo e outro, de R$ 47, para ser sócia. No final dos pagamentos, no entanto, ela não recebeu o acesso ao aplicativo de avaliações como era o prometido. 

“Quando entrei no app que me mandaram era referente a cursos. Como faço para pegar meu dinheiro de volta?”, questiona.

Propaganda enganosa

O usuário Jhonatan Pontes também conta ao Portal do Bitcoin que teve um prejuízo semelhante ao comprar o Avaliador Premiado por R$ 147. Quando clicou na propaganda do Avaliador Premiado, ele foi direcionado para o site ‘avaliadorpremiado-app.online’.

Publicidade

Esse site é diferente da vítima anterior, que acessou o serviço pelas páginas ‘avaliadorpremiadobr.site’ e ‘avaliadorpremiado.academy.perfectpay.com.br’ — um sinal de que a empresa ataca em diferentes frentes.

A reportagem também recebeu uma denúncia de Paulo Alves, do Ceará, que disse ter recebido um curso ao invés do aplicativo contratado. “Eu também paguei pelo aplicativo Avaliador Premiado e não consegui avaliar nada. Paguei via pix abrindo o aplicativo, a mulher do anúncio fica só faltando do mesmo jeito. Quero uma resposta sobre isso”, cobra.

Já Ellen Cristina vai direto ao ponto na sua reclamação e acredita se tratar de um golpe:

“Eles prometem resultado imediato e após realizar a compra eles disponibilizaram vários vídeos como ‘curso’ para depois ter acesso ao avaliador. E para solicitar o reembolso? Maior trabalho. Solicitei o meu e eles ofereceram um reembolso premium que seria acesso ao curso”.

Monike Ferreira também reclama dificuldades em solicitar o reembolso pelo aplicativo e a falta de resposta do suporte:

“Eu paguei pelo acesso à plataforma que avalia produtos e recebi um curso de como fazer vídeos. Nada a ver com a promessa da propaganda. Enviei e-mail e nada. O telefone do suporte que me passaram não tem cadastro no Whatsapp e não consigo entrar em contato. Ou seja, pura fraude! Revoltada!”

Problemas do Avaliador Premiado

Nas dezenas de denúncias que o Portal do Bitcoin recebeu, foi possível observar que duas empresas principais estão servindo de ponte para o Avaliador Premiado chegar até os clientes: Perfect Pay e Braip.

Publicidade

Ambas são plataformas de vendas de produtos digitais e processadoras de pagamentos, que cobram uma porcentagem de cada produto vendido através de seus sistemas. A Perfect Pay conta ainda com um uma página de venda de cursos, a Perfect Academy, que é onde as pessoas atraídas pelo Avaliador Premiado são direcionadas após fazer a compra do suposto aplicativo de avaliações.

Como o Avaliador Premiado não é uma empresa constituída, as queixas dos investidores se voltam para a Perfect Pay e Braip, que nos últimos dias acumulam centenas de reclamações no Reclame Aqui pela venda do app que não é entregue aos investidores.

Ao acessar o perfil da Perfect Pay no Reclame Aqui na tarde desta sexta-feira (28), foi possível constatar que no intervalo de apenas uma hora, a empresa recebeu 17 reclamações ligadas ao Avaliador Premiado.

Perfect Pay acumula centenas de reclamações por oferecer Avaliador Premiado (Fonte: Reclame Aqui)

“Quero denunciar a empresa Perfect Pay”, escreveu o leitor Giovanni Pereira ao Portal do Bitcoin. “Comprei um acesso ao Avaliador Premiado e me direcionaram para um curso para eu pagar mais um valor. Fui enganado e quero o ressarcimento”, exige.

Já a reclamação de Fernando Luiz faz menção a Braip:

“Vi anuncio no Instagram sobre o Avaliador Premiado e fiz no dia 23 a compra de R$ 147 [pelo app] mais R$ 19,90 adicional para ter acesso vitalício. Recebi um email falso com uma imagem em PDF que parece um print de uma tela de celular, pedindo para clicar. Claro que não aconteceu nada ao clicar. Baixei  no Google Store os supostos app, que são três e todos eles não funcionam. Tentei falar com a empresa Braip que faz as vendas por Pix e cartão. Mandei diversos emails e nada. Quero o meu dinheiro, e agora?”.

A reportagem tentou contato com as empresas Perfect Pay e Braip, mas não recebeu um retorno até a publicação.

Quer ganhar mais com Ethereum? Abra sua conta no Mercado Bitcoin, a corretora mais segura do Brasil, e comece a fazer staking agora mesmo

VOCÊ PODE GOSTAR
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide