silhueta de executivo triste em frente a computador
Shutterstock

O Portal do Bitcoin recebeu nesta terça-feira (25) três relatos de brasileiros que acusam a empresa Perfect Pay de aplicar um golpe com o produto “Avaliador Premiado”. Todos afirmam a mesma situação: compraram o que entendiam ser um aplicativo que gera receita por avaliação de produtos e acabaram recebendo um curso genérico. 

Igor, que mora no estado do Amazonas, contou à reportagem que ficou sabendo do suposto produto por meio de propagandas na internet. “Fui pesquisar no YouTube e todos os vídeos dizem a mesma coisa: que funciona. Recebi um email da Perfect Pay pra ver videoaulas, nada a ver. Que frustração”, lamenta. 

Publicidade

Ele pagou R$ 147 e agora tenta recuperar o dinheiro, mas até o fechamento desta reportagem a empresa ainda não havia devolvido os valores. Igor agora afirma: “Fraude! Paguei pelo app e ganhei um curso em vez do link de download do app”.

O “Avaliador Premiado” é apresentado por youtubers como uma maneira de pessoas receberem até R$ 100 por dia avaliando produtos para empresas de forma a ranquear melhor um item em marketplaces com a chinesa Shein. Porém, diversos indícios de fraude aparecem, como as denúncias de clientes ao Portal do Bitcoin e as queixas no Reclame Aqui.

Abaixo, os comprovantes do Pix que Igor fez para a Perfect Pay:

Gato por lebre

Em outro relato, uma cliente chamada Milena disse que viu um vídeo no Instagram no qual aparecem diversos comentários de pessoas que supostamente conseguiram fazer saques no app que caiam na hora na conta.

“Fui pesquisar no YouTube sobre esse app e falaram que funcionava, então acabei pagando a taxa. Após o pagamento me encaminharam um acesso pelo e-mail e uma outra página para outro pagamento para me tornar sócio. Quando entrei no app que me mandaram, era referente a cursos”, conta.

Publicidade

Situação muito semelhante de outro cliente, que tem o sobrenome Braga: “Paguei para receber o aplicativo, mas recebi apenas um curso onde não consigo ganhar nada – seja dinheiro ou conhecimento”.

Empresa por trás do “Avaliador Premiado”

O site da Perfect Pay é registrado como sendo propriedade da LR Empreendimentos Digitais e com o nome associado de Leonardo Rosa Zanette.

Portal do Bitcoin ligou para a Perfect Pay e enviou e-mail, para saber se a empresa assume a responsabilidade pelo aplicativo e qual a proposta real do produto, bem como se ela está patrocinando os vídeos que surgiram no YouTube ou se os youtubers ganham comissão para cliente convertido. Porém, a reportagem não obteve resposta até a publicação.

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns