Imagem da matéria: Avalanche (AVAX) dispara em meio a expectativas de sub-redes em sua blockchain
(Foto: Shutterstock)

Na semana passada, a conferência Avalanche Summit, em Barcelona, na Espanha, havia começado com tudo em meio a uma impressionante ação de preço do AVAX, o token nativo da blockchain. AVAX subiu 230% no último ano e 13% no último mês. Disparou 7% na última semana e no momento do texto é negociado acima dos US$ 93.

O momento de alta, no entanto, não está apenas relacionado ao evento, mas também por conta de expectativas sobre o lançamento de sub-redes em sua blockchain.

Publicidade

Recentemente, a Avalanche Foundation anunciou um fundo de desenvolvimento de US$ 290 milhões focado na tecnologia de escalabilidade. Esse fundo será usado para incentivar a atividade de desenvolvedores, incluindo o trabalho nas sub-redes. Mas o que exatamente são as sub-redes e por que são importantes?

Em termos bastante gerais, sub-redes são como uma solução personalizada para que organizações ou desenvolvedores criem e implementem blockchains customizadas. Essas blockchains podem ser específicas para Finanças Descentralizadas (DeFi) ou tokens não fungíveis (NFTs), mas também podem estar disponíveis ao público ou privadas a um conjunto de usuários verificados.

A vantagem de criar redes de aplicações específicas indica que essas redes podem ser otimizadas às exatas necessidades da rede. Emitir um novo NFT é bem mais barato do que, por exemplo, entrar no mais recente programa de “yield farming” (estratégia de maximização de lucros) de diversas etapas no setor DeFi e, assim, pode ser otimizado.

Isso também significa que essas atividades são isoladas umas das outras, ajudando a diminuir as taxas.

Durante a febre das DeFi em 2020, altas taxas de gas no Ethereum disparavam toda vez em que um novo projeto DeFi era lançado, afetando todos os usuários, e não apenas os “degens” (ou “degenerates” — termo dado a pessoas que fazem apostas arriscadas ou ruins de investimento).

Publicidade

Redes cripto inteiras, como Solana, Ethereum ou até mesmo o Bitcoin, também podem ser tecnicamente migradas para uma sub-rede do Avalanche. Essas sub-redes também podem lançar seus próprios tokens em vez de usarem o token AVAX.

Sub-redes ainda não estão disponíveis, mas já estão sofrendo críticas de serem “gloriosas sidechains com marketing extravagante”.

É importante destacar que grande parte dessas críticas é feita por entusiastas do Ethereum e que, geralmente, Avalanche, assim como Solana e Cardano, é considerada como uma adversária.

Mas você pode impulsionar a demonstração de uma sub-rede ao emitir um NFT ou fazer algumas substituições.

Uma sub-rede, chamada de WAGMI (sigla para “todos nós vamos conseguir”, uma famosa frase do mundo cripto), é como uma rede de testes; WGM, seu token nativo, só será usado para dar uma noção de como uma sub-rede pode funcionar no mundo.

Quando as sub-redes do Avalanche forem finalmente lançadas, o preço do AVAX poderá reagir novamente, dependendo da forma como tudo acontecer.

Publicidade

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Portal do Bitcoin Summit

O primeiro evento do Portal do Bitcoin será gratuito e online! Jogos NFT, movimentações em Brasília, como receber investimentos na sua startup de criptomoedas e muito mais. Inscreva-se aqui: https://portaldobitcoin.uol.com.br/summit/

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca
Imagem da matéria: Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Ethereum Rio: Começa hoje evento que promove ecossistema da segunda maior criptomoeda do mundo

Evento Ethereum Rio ocorre entre os dias 13 e 15 de maio no Porto Maravalley, Rio de Janeiro
Imagem da matéria: BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

Blockchain deve chegar com casos de uso: diploma digital pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e uma cadeia de custódia de provas