Auxílio emergencial: governo anuncia data da segunda parcela e do pagamento em atraso

Caixa começa a pagar a 2ª parcela do auxílio de R$ 600 na 2ª-feira; 1ª parcela atrasada cai neste sábado
Presidente da Caixa Pedro Guimarães em live com Jair Bolsonaro. Reprodução/Youtube.


Em live com o presidente Jair Bolsonaro na noite da quinta-feira (14) no Youtube, o presidente da Caixa Econômica Pedro Guimarães disse que a partir de segunda-feira (18) começa a ser paga a 2ª parcela do Auxílio Emergencial.

Segundo ele, para garantir maior tranquilidade desta vez, os pagamentos ocorrerão conforme o mês de nascimento do cidadão.

De acordo com Guimarães, os cidadãos aptos a receberem receberam a 1ª parcela — aqueles que ainda estavam em análise — também serão pagos neste final de semana; “de sexta para sábado”, afirmou.

Disse, ainda, que nesta sexta-feira (15), às 15h, ele e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, vão detalhar mais como serão os próximos pagamentos.

Caixa vai abrir 50 milhões de contas

O presidente da Caixa também destacou o que ele chamou de “maior programa de inclusão digital do Brasil de todos os tempos”, referente às milhares de contas digitais que a Caixa vai abrir ao cidadão.

“50 milhões de contas’, disse, detalhando que será uma conta digital para cada um dos participantes do programa Auxílio Emergencial, que poderão movimentar o dinheiro através do aplicativo da Caixa.

A Caixa Econômica divulgou hoje o calendário de pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial, de R$ 600 e R$ 1.200.



Atraso no Auxílio Emergencial

O novo calendário era esperado desde o mês passado quando o governo ainda pagava a 1ª parcela — R$ 35 bilhões foram disponibilizados na época par amais de 50 milhões de pessoas.

Contudo, como a primeira fase de pagamentos ainda não havia sido finalizada e o calendário da 2ª parcela ficou dependendo do governo. Conforme afirmou ao G1 o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, faltava aval do presidente Jair Bolsonaro.

Como foi a 1ª parcela do Auxílio Emergencial

O auxílio emergencial é um programa de ajuda do Governo Federal para os brasileiros de baixa renda durante a crise do novo coronavírus.

A primeira parcela foi paga primeiramente aos cidadãos relacionados no Cadastro Único e que não estão no Bolsa Família. Eles começaram a receber a partir de 09 de abril.

Depois foi a vez daqueles que fizeram o cadastramento por meio do site ou APP Auxílio Emergencial que tiveram seus depósitos realizados a partir do dia 14 do mesmo mês.

No entanto, houve atraso na análise de parte das solicitações — segundo a Folha, 16,4 milhões de pedidos ficaram pendentes — o que prejudicou o calendário.

Alguns dos problemas foram devido a CPFs irregulares, erro no preenchimento e até mesmo dificuldade do cidadão em operar o aplicativo, o que causou filas imensas nas agências da Caixa.

Como receber o auxílio em outros bancos

É possível receber o Auxílio Emergencial em outros bancos. Segundo a Caixa, mais de 50 bancos participam da ação.

O Banco do Brasil o Bradesco e o Itaú Unibanco, por exemplo,  já repassaram o auxílio a cerca de 2 milhões de clientes que optaram por receber pelas instituições no aplicativo da Caixa.

Para aqueles que não possuem conta em banco, a Caixa disponibiliza o benefício em uma conta poupança criada automaticamente, a ‘Poupança Social Digital’.

O serviço deve ser acessado por meio do aplicativo Caixa Tem. Clique aqui e veja o vídeo explicativo.

Bancos digitais fazem pagamento

Os trabalhadores que pediram o auxílio emergencial e que estão fora do Cadastro Único (CadÚnico) devem indicar uma conta bancária para receber o benefício emergencial.

Até o fim de abril, por exemplo, o Nubank já havia pago R$ 132 milhões em auxílio emergencial a 220 mil clientes dos 500 mil que escolheram a instituição. A fintech e o Banco Inter explicaram como receber o dinheiro por meio de suas contas digitais.

Por isso, quem não está cadastrado deverá solicitar, no aplicativo ou site disponibilizado pela Caixa, o recebimento do benefício. A conta tem que ser uma já existente cadastrada no mesmo CPF.

Para receber pelo Nubank, por exemplo, o primeiro passo é realizar o cadastro no aplicativo ‘Auxílio Emergencial’  — preencher os dados pessoais, autenticar a conta e informar renda e atividade — selecione a opção ‘Receber em uma conta já existente’. 

Depois disso, será necessário inserir as seguintes informações:

  • Banco de destino: Nu Pagamentos S.A.;
  • Agência: o número de sua agência Nubank, que é 0001;
  • Tipo de conta: Conta-corrente;
  • Número da conta: o número e dígito de sua conta do Nubank, que você pode encontrar na tela inicial de seu aplicativo Nubank, tocando no seu próprio nome no topo da tela. 

Depois disso, é só confirmar o seu cadastro e solicitação.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br