Imagem da matéria: Arbitrum vai lançar token próprio ARB; veja como participar do airdrop
Foto: Shutterstock

A Arbitrum está finalmente se descentralizando para as mãos da comunidade.

A popular solução de escalabilidade do Ethereum anunciou nesta quinta-feira (16) o lançamento de seu token nativo ARB, se unindo a outros projetos de segunda camada que já possuem seus próprios tokens, como a Optimism.

Publicidade

O token de governança permitirá que os detentores votem e proponham qualquer alteração que queiram executar na rede Arbitrum. O projeto é uma solução otimista de rollup, que move a atividade para fora da rede principal do Ethereum para reduzir os custos de gas. 

De acordo com os dados do L2 Beat, a Arbitrum é a maior solução de segunda camada do mercado, representando mais de 55% da atividade desse segmento em termos de quanto dinheiro movimenta.

Embora a Offchain Labs, equipe de desenvolvimento por trás da Arbitrum, tenha anunciado hoje o airdrop do token, a distribuição não começará por mais uma semana.

Enquanto isso, os usuários terão a capacidade de nomear delegados para ajudar a orientar a direção do projeto. Semelhante à democracia representativa, detentores de token que podem ter interesse em um projeto cripto, mas talvez não o tempo ou a perspicácia técnica para melhorar verdadeiramente um protocolo, podem dar seu poder de voto a outro indivíduo.

Quem vai receber o airdrop?

Os usuários que adotaram o Arbitrum no começo do projeto, determinados por um critério de elegibilidade interno, serão elegíveis para receber o novo token ARB, disse o cofundador e CEO da Offchain Labs, Steven Goldfeder.

Publicidade

O usuário que deseja checar se é elegível a receber o airdrop de token ARB precisa apenas conectar sua carteira no site oficial da Arbitrum (arbitrum.foundation) clicando aqui.

Alguns dos critérios levados em consideração para a elegibilidade incluem já ter usado a bridge da Arbitrum e o número de transações na segunda camada ao longo do tempo, bem como a frequência das transações e seus valores.

“Trabalhamos em estreita colaboração com Nansen e meticulosamente, por muitos, muitos meses para decidir os critérios para o usuário receber o airdrop”, disse Goldfeder.

Os endereços individuais de usuários desfrutarão de 11,5% de todo o fornecimento de token, com outros 1,1% indo para outros projetos construídos na Arbitrum.

Publicidade

“Não estamos apenas dando aos usuários da Arbitrum uma opinião sobre a governança, como também estamos dando voz a DAOs e projetos construídos na Arbitrum”, acrescentou Goldfeder.

O valor total bloqueado (TVL), ou a quantidade de dinheiro que circula em um projeto específico, é apenas uma das métricas que a equipe usou, mas Goldfeder insistiu que a elegibilidade foi muito ampla para incluir o maior número possível de projetos.

“Tentamos não exagerar em uma métrica”, disse ele. “Para projetos de jogos ou projetos sociais, o TVL não é a métrica que eles usam.”

Uma nova fase da Arbitrum 

Antes de hoje, a Offchain Labs era a única entidade encarregada de fazer alterações ou ajustes na tecnologia de escalabilidade da Arbitrum.

Agora, porém, ao lado do lançamento do token, Goldfeder e sua equipe estarão dando esses controles à comunidade.

“Haverá uma DAO e a comunidade que decidirá o futuro da rede e o futuro da tecnologia”, disse Goldfeder. “Ainda haverá a Offchain e outros que desenvolverão a tecnologia, mas, em última análise, será a direção da DAO.”

Publicidade

É importante ressaltar que isso não representa uma migração para o código totalmente aberto. Em vez disso, disse Goldfeder, é um meio termo, dando à comunidade o regime de licenciamento para conceder a outras equipes de desenvolvedores.

“A comunidade terá a capacidade de decidir o futuro da tecnologia e como ela deseja licenciá-la”, disse ele ao Decrypt. “Uma coisa que está clara é que no ecossistema da Arbitrum, o melhor interesse da comunidade e de todos, é ser aberto e livre para uso e modificação. Eu acho que isso estimulará muita inovação.”

  * Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
javier milei presidente da argentina

Milei é criticado por propor regulação cripto: “Sofrerá as consequências de não entender o Bitcoin”

“Javier Milei cometeu grande erro. Ele nunca reservou um tempo para entender o Bitcoin e irá sofrer as consequências”, disse Max Keiser
silhueta de executivo triste em frente a computador

Trader que lucrou milhões com manipulação de preços vai a julgamento; caso pode impactar setor DeFi

Trader que lucrou US$ 100 milhões manipulando preços na exchange descentralizada Mango Markets começa a ser julgado hoje nos EUA
Imagem da matéria: PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

PF prende hacker que vendia dados de 223 milhões de brasileiros por criptomoedas

“Vandathegod” foi responsável pelo maior vazamento de dados da história do Brasil
Imagem robótica surge em sala escura de informática

IA de Elon Musk tem a segurança mais fraca, enquanto chat da Meta se destaca, diz pesquisa

Pesquisadores usaram uma abordagem de manipulação lógica linguística para perguntar ao Grok como seduzir uma criança