Imagem da matéria: Anbima faz alerta contra Braiscompany, acusada de pirâmide por Tiago Reis
Sede da Braiscompany em Campina Grande (Foto: Divulgação)

“A Braiscompany não tem vínculos com a ANBIMA”, alertou a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais na segunda-feira (18). A empresa se promovia no reality show Batalha das Startups, da Record News, e foi denunciada em dezembro por Tiago Reis, criador da casa de análises Suno Research. “Tire o seu dinheiro da Braiscompany. É pirâmide”, disse Reis em seu Instagram na época. 

De acordo com a Anbima, a Braiscompany, cuja sede fica em Campina Grande, na Paraíba, mente ao dizer que possui o selo da entidade, pois não é sua associada, não é aderente aos Códigos de Melhores Práticas da ANBIMA e usa indevidamente a marca da Associação em eventos e materiais publicitários.

Publicidade

O órgão disse ainda que irá tomar todas as medidas cabíveis para inibir o uso indevido da marca da ANBIMA pela Braiscompany, que também alega ser autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Donos da Braiscompany na Justiça

Comandada pelo casal Antonio Neto Ais e Fabricia Ais, que respondem na Justiça ligação com golpe D9 Club, a Braiscompany foi afastada pela Inova360, empresa responsável pelo reality show, assim que soube da denúncia.

Segundo o advogado que defende a Braiscompany, Orlando Virginio Penha, boa parte dos processos foi arquivada e que o casal não foi citado em nenhum deles.

Contudo,  o Portal do Bitcoin verificou que pelo menos cinco advogados, além da Defensoria Pública do Estado da Paraíba, moveram ações contra eles e há processos em andamento. A falta da citação judicial, segundo os processos, ocorre porque a Justiça tem dificuldade de encontrar seus endereços.

Publicidade

A reportagem apurou também que a Braiscompany não é emissora registrada ou dispensada pela CVM. Em outras palavras, a empresa não tem autorização para ofertar contratos de investimento coletivo ou valores mobiliários. A empresa é investigada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e CVM.

Operação Faraó

Segundo Tiago Reis em sua denúncia e alerta em uma série de stories publicados no dia 9 de dezembro, a Braiscompany — que diz ser a maior holding de blockchain da América Latina — prometia rentabilidade fixa no mercado de criptomoedas.

“No começo a Braiscompany oferecia mais retorno, e agora está diminuindo. Um sinal que a pirâmide está perdendo força. Se você tem dinheiro ou tem amigo por lá, saque seu dinheiro e avise eles”, escreveu Reis em sua denúncia.

Ele ressaltou que a empresa chegou a prometer rendimentos fixos de até 15% ao mês aos investidores, mas que tinha baixado em cerca de 7% a 10%. Na ocasião, o influenciador Raiam Santos reforçou: “A próxima a cair”.

Publicidade

No mesmo dia, por meio de nota, a empresa informou que foi com perplexidade que tomou “conhecimento que um perfil utilizou de sua rede social para propagar inverdades, difamar e caluniar a Braiscompany, acusando a empresa de constituir um esquema de ‘pirâmide’ e ameaçando ‘derrubar’ uma companhia séria, com milhares de clientes”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Diferente do que aconteceu antes do halving de 2020, desta vez os mineradores aproveitaram a recente disparada do Bitcoin para vender parte de suas reservas
Imagem da matéria: STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

De acordo com as investigações, a pirâmide criada pelo belga prejudicou milhares de investidores em diversos países europeus
Imagem da matéria: Reforma do Código Civil prevê inclusão de criptomoedas em herança digital

Reforma do Código Civil prevê inclusão de criptomoedas em herança digital

Mudanças do Código Civil incluem o reconhecimento da herança digital, que inclui criptomoedas, além de senhas de redes sociais e de milhas aéreas
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação