Imagem da matéria: Alta do Bitcoin faz aposta da Tesla, Microstrategy e Square disparar em lucro não realizado
Foto: Shutterstock

A recente valorização do Bitcoin (BTC) que ajuda a criptomoeda manter o seu preço acima do nível dos US$ 60 mil, fez disparar o lucro não realizado de grandes empresas que investiram no ativo no passado, como a Tesla, MicroStrategy, Square e Meitu.

A confiança na criptomoeda que volta a se aproximar do seu recorde de preço de US$ 64 mil, já mostra os resultados. A Tesla, fabricante de carros elétricos do Elon Musk, por exemplo, lucrou US$ 1 bilhão com a sua aposta no BTC em meio à recente alta da moeda, segundo o jornalista Colin Wu.

Publicidade

Em fevereiro, a Tesla comprou US$ 1,5 bilhão em bitcoin, um investimento que aconteceu quando a moeda estava na faixa de preço de US$ 30 mil. Embora tenha vendido uma parcela dos ativos — cerca de US$  272 milhões em BTC — em abril para testar a liquidez do mercado, a empresa está segurando o BTC nas suas reservas desde então, sem realizar lucros.

Outra empresa que também se beneficia com a alta é a MicroStrategy do empresário e maximalista do bitcoin, Michael Saylor. Diferentemente da Tesla e das outras companhias que possuem criptomoedas no portfólio, a MicroStrategy compra BTC de forma periódica, independente se o mercado estiver em alta ou em um momento de correção. 

Na semana passada, a empresa comprou mais 5.050 BTC quando o ativo estava valendo US$ 48 mil. Atualmente, a MicroStrategy possui 114.042 BTC em caixa, um montante que custou US$ 3,1 bilhões para ser comprado. Agora que o preço do ativo se mantém acima de US$ 60 mil, a quantidade de bitcoin em dólar é equivalente a US$ 6,8 bilhões. 

Ou seja, a MicroStrategy mais que dobrou o seu dinheiro investido no criptoativo e agora desfruta de um lucro não realizado de US$ 3,7 bilhões.

Publicidade

Square e Meitu

A Square, empresa de pagamentos de Jack Dorsey, o criador do Twitter e grande entusiasta do bitcoin, é outra organização que apostou na criptomoeda no passado. 

A Square comprou 4,709 bitcoins por US$ 50 milhões pela primeira vez em outubro do ano passado, e em fevereiro deste ano, comprou mais 3,318 BTC por US$ 170 milhões. Desse modo, o investimento de US$ 220 milhões que a empresa fez no criptoativo já dobrou e hoje vale cerca de US$ 481 milhões.

Outras companhias fora dos EUA também estão vendo aumentar o seu lucro não realizado por ter investido no bitcoin anteriormente. A Meitu, uma empresa de software listada em Hong Kong, comprou o equivalente a US$ 90 milhões em Ethereum e Bitcoin no início do ano.

Embora a maior parcela da compra tenha sido em ether —  US$ 50,4 milhões em ETH e US$ 39,5 em BTC — a Meitu justificou o investimento na época dizendo que as criptomoedas “têm amplo espaço para apreciação em valor”. A estratégia já garante a empresa um lucro não realizado de US$ 50 milhões, conforme escreveu Colin Wu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Bybit é a mais recente exchange a entrar na disputa, permitindo a negociação de pontos do jogo antes do lançamento do token on-chain
Imagem da matéria: Polícia apreende R$ 100 mil em mineradoras de criptomoedas dentro de carro no Paraná

Polícia apreende R$ 100 mil em mineradoras de criptomoedas dentro de carro no Paraná

As mineradoras de criptomoedas estavam em um carro modelo Onix que foi abordado pelos policiais durante a Operação Protetor
Joe Biden posa para foto

Biden vira sobre Kamala: mercados de criptomoedas esperam que o presidente seja indicado

Apostadores de criptomoedas no popular mercado de previsões Polymarket novamente favorecem Joe Biden como candidato dos democratas
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Fed diz que inflação está caindo, mas não rápido o suficiente: por que isso importa para o Bitcoin?

A queda da inflação beneficia os ativos de risco, incluindo as criptomoedas, pois daria ao Fed confiança para começar a reduzir as taxas de juros este ano