Imagem da matéria: "23 mil máquinas já estão operando ou a caminho da América do Norte", diz mineradora de bitcoin que deixou a China
Foto: Shutterstock

Bit Digital, empresa de mineração de bitcoin com sede em Nova York e listada na Nasdaq (BTBT), anunciou na terça-feira (13) que deve concluir a migração de suas mineradoras com base na China para a América do Norte até o início do terceiro trimestre. resultado das repressões do governo chinês ao setor. Com a mudança, a empresa prevê que mais de 70% de suas operações vão estar alocadas nos Estados Unidos e região.

No comunicado, a Bit Digital afirma que 70,8% de sua frota de mineradoras já está em trânsito ou em operação na América do Norte desde o último dia 30 devido às mudanças regulatórias na China.

Publicidade

“Após o recente anúncio da decisão do governo chinês de banir a mineração de bitcoin, a empresa suspendeu imediatamente suas operações de mineração restantes na China”, escreveu a companhia, que opera 32.500 mineradoras — em sua maioria dos modelos Whatsminer M21S, da MicroBT e Antminer S17 +, da Bitmain — a uma taxa de 1,92 EH/s (exahashes).

Contudo, a empresa disse também que a mudança em sua totalidade já era parte dos planos desde o ano passado. “Dessa forma, aceleramos ainda mais nossa estratégia de migração para a América do Norte que estava em andamento desde outubro de 2020”, disse a entidade, afirmando que interrompeu as operações na China no dia 21 de junho. A Bit Digital revelou ainda que já extraiu mais de 3.000 BTCs, de suas oprações nos EUA, Canadá e até então, China.

Proibição da mineração de Bitcoin na China

O governo da China fechou mineradoras de bitcoin e pediu ajuda de bancos para combater o setor. A investidas contra os mineradores de criptomoedas vêm ocorrendo ao longo de 2021, desde os primeiros indícios em fevereiro, quando a Mongólia Interior começou a trabalhar pelo fechamento de instalações na região e conseguiu tornar a atividade ilegal.

Outras províncias chinesas seguiram os mesmos passos , dentre elas, Qinghai, Yunnan e Xinjiang. No início de junho, autoridades de Ya’an, em Sichuan, província onde foram realizados testes-pilotos do yuan digital,  ordenou que as empresas de energia cortassem a eletricidade de fazendas de mineração de Bitcoin em toda sua região. 

Publicidade

Nesta semana, Anhui foi a sexta província da China a reprimir a mineração de Bitcoin. O jornalista chinês, Colin Wu, que acompanha as investidas chinesas contra o setor e as divulga no Twitter, disse que mais duas províncias  — Henan e Gansu — podem ser as próximas a banir os mineradores.

VOCÊ PODE GOSTAR
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETFs de Bitcoin têm entrada de US$ 303 mi, impulsionados por Fidelity e Grayscale

Os fluxos de entrada de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiram uma alta de US$ 303 milhões em duas semanas, já que o preço do Bitcoin ultrapassou US$ 66 mil
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Traders esperam que Bitcoin supere a máxima de US$ 74 mil em breve

“Esperamos um impulso de alta aqui que pode nos levar de volta às máximas de US$ 74 mil”, disse a QCP Capital sobre o momento do Bitcoin