Imagem da matéria: Zynga, criadora do FarmVille, entra para o mundo dos jogos NFT

Em 2009, Zynga teve um enorme sucesso e ganhou notoriedade com FarmVille, um jogo de Facebook que rapidamente garantiu dez milhões de usuários diários apesar de objeções por jogadores experientes.

Ao longo dos anos, a empresa continuou atraindo jogadores, com sucessos como CityVille e Worlds with Friends, tornando-se uma grande desenvolvedora de jogos para celular nesse processo.

Publicidade

Mas agora, Zynga está desenvolvendo em um setor que provoca o mesmo tipo de reação poderosa (e, geralmente, negativa) de muitos jogadores que títulos casuais e para celular tiveram no passado: tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês).

Um NFT é um tipo de token que pode ser usado para representar propriedade de itens digitais, como imagens, vídeos ou ativos de jogos.

No momento, Axie Infinity, jogo desenvolvido no Ethereum, é o maior projeto de todos, com quase US$ 4 bilhões em volume negociado até hoje enquanto o crescente mercado NFT (que atingiu US$ 25 bilhões de volume negociado em 2021), fazendo com que publicadoras tradicionais de jogos, como Ubisoft, Square Enix e Konami, começassem a explorar o setor.

É uma nova oportunidade para Zynga. A publicadora de jogos casuais começou suas iniciativas em 2021, contratando Matt Wolf como seu vice-presidente de jogos blockchain em novembro.

Publicidade

Wolf já forneceu consultoria a diversas empresas cripto e de jogos, variando da Riot Games a Fan Controlled Football e, anteriormente, atuou como vice-presidente sênior de entretenimento, parcerias estratégias e empreendimentos na Coca-Cola.

Perguntado sobre o que fez a Zynga começar a explorar o setor NFT e cripto, Wolf destacou a “prova de futuro” do negócio da empresa e a melhoria de suas capacidades em vez de substituir seu atual desempenho e migrar completamente para a Web 3.

“Temos um comitê de diretores realmente produtivo no ramo executivo e consideram cripto, blockchain, NFTs e Web 3 como possivelmente enormes”, disse ele ao Decrypt.

Os jogos da Zynga são principalmente, mas não particularmente robustos ou complexos, mas os mais bem-sucedidos deles geram um looping interessante de feedback à essa equação, dando aos jogadores ainda mais motivo para se sentirem investidos em um jogo e continuarem conectados.

Publicidade

“[A governança] é provavelmente uma das maiores coisas e a autonomia que vem com ela, a relação que vem com ela e a confiança, o amor e a lealdade que vem com ela ao longo do tempo”, explicou Wolf.

Wolf continuava voltando à ideia de que jogadores terem “confiança” na Zynga conforme exploram esse novo setor – uma premissa interessante, pois blockchains são desenvolvidas para permitir interações com necessidade mínima de confiança (ou “trustless”) sem um intermediário.

Porém, na opinião de Wolf, novatos ao setor vão querer orientações e assistência conforme se acostumam ao paradigma da propriedade de ativos.

“Vamos realmente trabalhar para garantir que, quando pessoas estiverem em nossos ecossistemas, se sintam seguras e contempladas e estamos aqui para responder perguntas ou lidar com a complexidade que estão vivenciando em termos de cripto ou carteiras”, explicou.

O que e quando

O conjunto de propriedade intelectual da Zynga inclui os jogos mencionados acima e outros sucessos, como CSR Racing e Zynga Poker, além do fato de que a empresa desenvolveu jogos licenciados com base nas franquias Guerra nas Estrelas, Harry Potter e Game of Thrones.

Publicidade

Para seu primeiro jogo desenvolvido em blockchain (que ainda precisa ser anunciado oficialmente), Wolf disse que Zynga planeja obter inspiração de propriedades intelectuais existentes da casa enquanto desenvolve uma experiência focada em cripto.

“Provavelmente iremos obter inspiração de um jogo em particular conforme entramos neste mercado”, explicou.

“Mas quero dizer no mesmo contexto que estamos criando experiências do zero para essa comunidade. Não iremos tomar uma abordagem rápida. Neste momento, estamos criando.”

Zynga visa lançar seu primeiro jogo blockchain em algum momento deste ano, cujos primeiros detalhes provavelmente serão divulgados no segundo trimestre conforme a empresa começa a cultivar uma comunidade de possíveis jogadores em torno do projeto.

Nesse ponto, Zynga ainda está criando sua equipe blockchain, planejando contratar cerca de cem pessoas para trabalharem nesses jogos.

A publicadora anunciou uma aliança estratégica com a empresa de infraestrutura para jogos blockchain Forte em dezembro, logo após a recente arrecadação de US$ 725 milhões pela Forte.

Wolf disse que “diversos outros anúncios” vão surgir em relação a parcerias e planos conforme Zynga trabalha com parceiros externos e, possivelmente, adquira empresas durante o caminho.

Aderindo à Web 3

Quando o primeiro jogo blockchain da Zynga for oficialmente lançado neste ano, a empresa pode estar sob o guarda-chuva da grande publicadora Take-Two Interactive (empresa responsável por Grand Theft Auto e NBA 2K) que, em janeiro, anunciou planos de adquirir a Zynga por US$ 12,7 bilhões.

Publicidade

A previsão é que o acordo esteja finalizado até 30 de junho.

Wolf disse que não poderia discutir o possível impacto da aquisição planejada, mas destacou comentários anteriores de CEOs de ambas as empresas.

Quando o acordo foi anunciado, Strauss Zenick, CEO da Take-Two, disse que existem “oportunidades da Web 3” que ambas as empresas podem lidar juntas, enquanto Frank Gibeau, CEO da Zynga, acrescentou que “a ideia de que jogadores vão ‘jogar para ganhar’ ou ‘jogar para possuir’ é uma ideia muito atrativa que achamos que dará certo conforme a indústria se desenvolve”.

Esta semana, Zelnick alegadamente contou a investidores que está “bastante convencido de que existe uma oportunidade para NFTs que se encaixa às ofertas da Take-Two no futuro”.

Porém, ele acrescentou: “Queremos garantir que clientes sempre tenham uma boa experiência toda vez que interagirem com nossas propriedades, pois perder dinheiro com especulação não é uma boa experiência”.

Muitos dos jogos play-to-earn e movidos por NFTs atualmente parecem versões ainda mais simples e reduzidas dos tipos de jogos que Zynga é especialista – e sim, existem jogos play-to-earn de fazendinha.

Esse pode ser um dos motivos pelos quais muitos jogadores tradicionais de videogames são tão avessos à ideia de jogos NFT, que oferecem possíveis benefícios, como verdadeira propriedade de ativos, acúmulo de valor, recompensas em tokens por meio de modelos de jogos play-to-earn e possível interoperabilidade para ativos NFT entre diversos jogos ou mundos de metaverso.

Outra crítica frequente que jogos NFT enfrentam é que criptoativos são um esquema ou golpe e que NFTs estão destruindo o meio ambiente, apesar de o impacto ambiental de redes blockchain variar bastante.

Por sua vez, Zynga afirmou que irá desenvolver jogos NFT favoráveis ao meio ambiente.

Para tentar contornar críticas a jogos NFT, Wolf disse que Zynga irá focar em apresentar uma experiência de qualidade e estabelecer expectativas confiáveis.

A partir daí, será uma questão de aprender com cada lançamento de jogo blockchain e evoluir sua abordagem, com “diversos” jogos blockchain planejados conforme a empresa explora esse novo mercado.

“Se pudermos apresentar produtos de alta qualidade e um ‘roadmap’ [roteiro de desenvolvimento] que continuaremos apoiando, e surpreender e encantar nosso universo de jogadores, então acredito que teremos feito um bom trabalho.”

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

“Somente em criptomoeda.” A memecoin Pacmoon recompensou um usuário com um grande airdrop – que foi maior do que o esperado graças ao erro de um amigo
Logo da ftx, dólares e bitcoin

Analistas preveem alta no mercado cripto com ressarcimento bilionário a clientes da FTX

A FTX deve cerca de US$ 11 bilhões a credores, mas a massa falida conseguiu levantar mais de US$ 14 bilhões
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance preso na Nigéria vai parar no hospital após desmaiar em julgamento

O executivo da Binance Tigran Gambaryan passou mal durante seu julgamento na Nigéria e precisou ser hospitalizado
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido