Imagem da matéria: XRP, Cardano (ADA) e Solana (SOL) lideram ganhos das criptomoedas na semana
Foto: Shutterstock

Esta foi uma semana de alta para três das maiores altcoins do mercado: XRP, Cardano (ADA) e Solana (SOL).

A XRP teve uma grande recuperação, com alta de quase 20% nos últimos sete dias. Agora está sendo negociada a pouco menos de US$ 0,69, depois de cair um pouco na manhã de terça-feira (7). Esse preço agora coloca o token em uma alta de três meses.

Publicidade

A recuperação desta semana é apenas a mais recente em um longo período de alta para a XRP.

Em outubro, a juíza Analisa Torres, do Tribunal Distrital dos EUA, bloqueou o recurso da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) para uma decisão anterior, tomada no início do verão norte-americano. Torres escreveu que a SEC não conseguiu demonstrar se aquela decisão havia sido suficientemente falha ou problemática.

Torres foi a mesma juíza que supervisionou a decisão inicial em julho também. Naquela época, ela decidiu que a venda de tokens XRP não presentava a venda de valores mobiliários, exceto no caso de instituições serem os compradores. Isso marcou um passo importante no caso em andamento da Ripple com a SEC, que começou em 2020.

A alta da ADA e SOL

O ativo nativo de Cardano, ADA, também está em alta em meio a uma recuperação contínua. Com uma valorização de quase 17% nos últimos sete dias, o movimento ocorre em meio ao lançamento contínuo do protocolo Cardano Midnight, uma blockchain centrada na privacidade que se baseia em muitos dos mesmos componentes da Cardano.

Na semana passada, o protocolo abriu suas portas para a primeira onda de “Midnight Pioneers” e desenvolvedores que podem começar a construir na rede.

Por fim, a Solana continua a ganhar as manchetes em meio ao seu grande salto e ao seu evento Breakpoint em Amsterdã na semana passada. No momento, a SOL está sendo negociada a US$ 40,89 até agora e subiu incríveis 11,7% na última semana.

Publicidade

Altcoins, Bitcoin e Ethereum

Esse último aumento se dá em meio a um mercado de criptomoedas praticamente estável, em que a maioria das principais criptos está sendo negociada lateralmente ou ligeiramente abaixo.

O Bitcoin (BTC), a maior criptomoeda por capitalização de mercado, está oscilando em torno de US$ 34.660 com queda de 1,5% no mesmo período. O Ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda, está sendo negociada a US$ 1.872, com queda de 1,3% no dia.

A capitalização total do mercado de criptomoedas está atualmente em torno de US$ 1,37 trilhão, uma queda de 0,6% nas últimas 24 horas, de acordo com o CoinGecko.

E o domínio do Bitcoin caiu mais uma vez abaixo de 50%, depois de subir acima de 51% no final de outubro.

Publicidade

Esse avanço pode indicar que os investidores estão potencialmente renovando seu interesse em altcoins, com dados recentes do Blockchaincenter mostrando que 55% das 50 principais criptomoedas superaram o Bitcoin nos últimos 30 dias.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

De 8 a 10 de outubro, pontos chave da cidade de Madri atrairão o ecossistema Web3 sob uma perspectiva de negócios, legal e técnica
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes