XP Investimentos, que estreou com alta de 27% na Nasdaq, é a mais nova associada da Febraban

XP Investimentos vai conta digital com cartões de crédito da Visa
(Foto: Divulgação)


A XP Investimentos se tornou a mais nova associada da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) nesse mês. Além de ter conseguido estrear na última quarta-feira (11) na Nasdaq com suas ações em alta de 27%, a corretora passou a ser uma empresa filiada a principal entidade representativa do setor bancário brasileiro.

No último dia 05, de acordo com a própria federação, a sua diretoria-executiva aprovou o pedido da corretora. A XP Investimentos se prepara agora para lançar nos próximos meses sua operação de banco.

Além de associada à Febraban, a XP Investimentos já é membro da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC), que reúne instituições financeiras de médio porte e um número crescente de fintechs, segundo informações da Valor

A Febraban, conforme informa em seu site, representa seus associados junto ao governo e entidades representativas da sociedade, “para o aperfeiçoamento do sistema normativo, a melhoria continuada dos serviços e a redução dos níveis de risco. Também busca concentrar esforços que favoreçam o crescente acesso da população aos produtos e serviços financeiros”.

XP Investimentos na Nasdaq

Além da filiação a Febraban, a empresa obteve sucesso na estreia de suas ações na Nasdaq. Segundo informações do G1, as ações da plataforma brasileira de serviços financeiros terminaram o dia de estreia na bolsa norte-americana Nasdaq sendo negociadas a US$ 34.

Isso ocorreu no dia seguinte em que a maior corretora do Brasil em volume de negociação de ações fez sua oferta pública inicial (IPO) a US$ 27 o papel. As ações movimentaram nesse dia US$ 2,25 bilhões. Esse teria sido o maior IPO no Brasil em 2019 e o quarto maior nos Estados Unidos.

Essa Oferta Pública Inicial teria movimentado no mínimo US$ 1,96 bilhão. O preço das ações em US$ 34 fez com que a XP passasse a ter um “valuation” de cerca de R$ 78,3 bilhões (US$ 19 bilhões), o que seria a metade do valor do Santander Brasil, que é atualmente o terceiro maior banco privado no país. 



XP Investimentos bem assessorada  

O valor superou aquilo que a empresa esperava. De acordo com a Bloomberg, o alvo era de US$ 22 a US$ 25 por ação para a oferta pública inicial da empresa na bolsa Nasdaq. Essa estimativa foi feito no início deste mês.

Esse sucesso, no entanto, contou com assessores de grandes bancos. Deram suporte nesse IPO, a JP Morgan Chase&Co, Citigroup, Goldman Sachs, Ubs, Credit Suisse,Morgan Stanley, XP Investments e a BofA Securities. 

Além dessas instituições, a XP investimentos contou com o apoio do Itaú BBA, o “Corporate & Investment Bank” do Itaú Unibanco Holding S/A, que é a maior acionista da corretora detendo 49,9% de suas ações. 

O Itaú, apesar de ter assessorado a corretora no IPO, não pretende abrir mão de nenhuma fração sequer de suas ações na XP. Por outro lado sócios-gerentes que detém os 30% da empresa possuem pretensão de vender parte delas.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br