Imagem da matéria: White paper da moeda digital chinesa ignora blockchain e critica Bitcoin: "Sem valor"
Foto: Shutterstock

O Banco Popular da China (PBoC) divulgou nesta sexta-feira (16) o white paper do projeto da sua moeda digital do banco central (CBDC) onde traz detalhes inéditos sobre o funcionamento do yuan digital.

No documento, o governo falou pela primeira vez que o E-CNY — a sigla oficial do yuan digital — será compatível com contratos inteligentes para garantir que a moeda seja programável, sem que isso prejudique suas funções monetárias.

Publicidade

“Sob a premissa de segurança e compliance, esse recurso possibilita pagamentos autoexecutáveis de acordo com condições pré-definidas ou termos pactuados entre as duas partes, de forma a facilitar a inovação do modelo de negócios”, diz o documento.

O Banco Central, no entanto, não menciona o uso da tecnologia blockchain e não detalha como funcionarão os contratos inteligentes.

O texto menciona a popularidade do bitcoin e demais altcoins como um dos fatores que motivaram a criação do yuan digital, afirmando que os criptoativos existentes não servem para o uso no dia a dia por causa da “falta de valor intrínseco, flutuações agudas de preços, baixa eficiência comercial e enorme consumo de energia”.

O governo chinês pontua que as criptomoedas apresentam “riscos potenciais à estabilidade social” por serem usadas como instrumentos especulativos e em atividades econômicas ilegais, como a lavagem de dinheiro.

Publicidade

O documento também estendeu as críticas para as stablecoins. Como já havia sinalizado na semana passada o vice-governador do PBoC, Fan Yifei, o banco central acredita que as  stablecoins comerciais são um risco para o sistema monetário internacional.

Próximos passos

O white paper não determina uma data para o lançamento oficial do yuan digital na China, mas lista quais são os esforços que ainda precisam ser feitos para a conclusão do projeto.

Em primeiro lugar, os testes-piloto feitos anteriormente serão usados como base para planejar novos experimentos e cobrir o maior número de cenários possíveis. Entre os testes mais complexos previstos para o futuro será o uso do E-CNY durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim no ano que vem.

Em segundo lugar, o PBOC fará uma revisão e adaptação das leis existentes para preparar o quadro regulatório para a chegada do yuan digital. Por fim, o governo se comprometeu em ampliar as pesquisas sobre os impactos do e-CNY, com o objetivo de estabelecer uma base teórica sólida para a moeda. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Standard Chartered diz que Bitcoin pode atingir US$ 100 mil antes das eleições nos EUA

Para o banco americano, o Bitcoin pode bater nova máxima já esta fim de semana e caso de bons dados de emprego, enquanto para o fim do ano a projeção é de US$ 150 mil
Ilustração mostra mãos robótica segurando moeda de Bitcoin

Criptomoedas e IA podem adicionar US$ 20 trilhões ao PIB global até 2030, diz Bitwise

Analista da Bitwise avalia que existe um grande potencial de sinergia entre protocolos de criptomoedas e soluções envolvendo inteligência artificial
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin celebra 11 anos com nova assinatura de marca

Mercado Bitcoin celebra 11 anos com nova assinatura de marca

Completando 11 anos, o MB introduz um novo posicionamento de marca, caracterizado por uma atualização na identidade visual
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Notcoin desvaloriza 11% após o término da reivindicação do airdrop de NOT

Equipe da Notcoin disse que irá compartilhar detalhes sobre como os stakers de nível ouro e platina podem ganhar recompensas extras