Imagem da matéria: Volume de negociações de criptomoedas em agosto atinge mínima de quatro anos 
Foto: Shutterstock

O volume de negócios no mercado à vista de criptomoedas atingiu, em agosto, seu nível mais baixo em mais de quatro anos, segundo dados do provedor de dados CCData.

No mês passado houve uma queda de 7,78% no volume negociado no mercado à vista, para US$ 475 bilhões, o menor valor desde março de 2019. O movimento ocorreu mesmo em um período em que o mercado mostrou volatilidade com a vitória judicial da gestora Grayscale contra a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

Publicidade

Já o volume em derivativos caiu mais de 12%, para US$ 1,62 trilhão, o segundo menor resultado desde 2021, enquanto a participação dos derivativos na atividade total do mercado contraiu pelo terceiro mês consecutivo, para 77,3%.

O valor em dólares bloqueado em contratos abertos de derivativos despencou 19,5%, para US$ 17,1 bilhões, eliminando US$ 4,13 bilhões em contratos em aberto em exchanges selecionadas, na maior queda nos contratos em 2023.

Volume negociado no mercado à vista de criptomoedas nos últimos 12 meses (CCData)

“O volume combinado de negociação de spot e derivativos em bolsas centralizadas caiu 11,5%, para US$ 2,09 trilhões, já que a volatilidade após a vitória da Grayscale sobre a SEC não se traduziu em volumes de negociação”, disse a CCData no relatório.

“O baixo volume de negociações à vista e as flutuações nos dados de contratos em aberto sugerem que o mercado é atualmente movido pela especulação”, completa a empresa.

Publicidade

Binance perde espaço, mas segue líder

Entre as exchanges, a participação no mercado à vista da Binance caiu pelo sexto mês consecutivo, para 38,5%, o menor valor desde agosto de 2022. Já sua participação em derivativos caiu para 53,5%, na mínima desde junho de 2022.

Mesmo com esses dados, a corretora manteve a primeira posição de market share, registrando US$ 183 bilhões em volume negociado no mercado à vista, e US$ 865 bilhões em derivativos. Vale lembrar que a empresa está sendo processada pela SEC por uma suposta violação da lei de valores mobiliários.

Variação mensal das exchanges no mercado à vista (CCData)

Por outro lado, a participação da Huobi na atividade global do mercado à vista aumentou 2,26% e representou 6,09% do volume total, se tornando a segunda maior exchange centralizada em volume.

Já no mercado de derivativos, a Bitget e a Bybit viram as suas participações na atividade total aumentarem para 8,66% e 12,7%, respectivamente.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Lobistas cripto processam reguladores dos EUA por nova regra que ameaça setor DeFi

Lobistas cripto processam reguladores dos EUA por nova regra que ameaça setor DeFi

A ação judicial é a mais recente de uma série de movimentos proativos da indústria de criptomoedas contra a SEC
graficos vermelhos em queda

Investidores sacam R$ 1 bilhão de projeto DeFi da Solana após renúncia de CEO

O fundador da Marginfi anunciou sua renúncia em meio a um turbilhão de controvérsia e desentendimento operacional
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Como os traders vão lidar com a volatilidade do Bitcoin diante do halving?

A análise on-chain sustenta uma visão otimista, mas grandes bancos preveem mais perdas à frente e os analistas estão divididos
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

ETF de Ethereum tem 50% de chance de ser aprovado em maio, diz JP Morgan

O gigante bancário é o último a reduzir suas expectativas em relação à revisão das propostas da SEC para oferecer fundos vinculados ao preço do ETH