Imagem da matéria: Volume de Bitcoin na Venezuela bate novo recorde
(Foto: Shutterstock)

O volume de Bitcoin negociado pelos venezuelanos através da plataforma peer-to-peer LocalBitcoins disparou 30% na semana passada e atingiu um recorde histórico.

Segundo dados do Coin.Dance, o volume da semana de 02/02 a 09/02 do par Bs/BTC (Bolivar Soberano/Bitcoin) teve um aumento de 2.454 BTCs. Em dólares americanos, o montante equivale a 8,95 milhões, ou US$ 1,29 milhão por dia.

Publicidade
(Fonte: Coin.Dance)

Segundo o pesquisador de criptomoedas Matt Odell, o volume seria maior se fosse considerado os 40% de supervalorização do bitcoin no mercado venezuelano. Ou seja, se o ‘price premium’ tivesse sido considerado, o volume poderia chegar a cerca de US$ 14 milhões, US$ 5.800 por BTC.

No Twitter ele postou:

“Volume semanal 2454 bitcoin x US$ 3650 = US$ 8.957.100 esta semana ÷ 7 = US$ 1.279.585 em média por dia. Mas se considerar o ‘price premium’ de 40% isso seria maior”.

Uma montagem do Crypto Globe que considera os graficos da Coin.Dance e do Crypto Compare também evidencia a alta.

(Fonte: Coin.Dance e CryptoCompare.com)

Venezuela e a recessão

Em meio a uma intensa recessão econômica na Venezuela, o Bolívar tornou-se essencialmente sem valor. Tem ajuda vindo do exterior, principalmente dos Estados Unidos, mas os soldados venezuelanos não os deixam entregar alimentos e produtos básicos, conforme publicou a CCN na segunda-feira (11).

Isto pode ter contribuído para que nas últimas semanas os venezuelanos recorressem a criptomooedas por esperança, tentando utilizar a criptomoeda para comprar alimentos e produtos de primeira necessidade.

Publicidade

O entusiasmo dos venezuelanos pelo bitcoin acontece poucos dias após o governo ter anunciado um decreto que exige registro de exchanges e mineradores de criptomoedas no país, sob pena de multa.

Venezuelanos preferem Bitcoin a Petro

Embora não haja evidência de que a Petro, moeda nacional da Venezuela, esteja sendo usada, os venezuelanos recorrem cada vez mais ao bitcoin.

Esta pode ser uma maneira que eles encontraram de proteger seus capitais e mantê-los longe da hiperinflação, ou até mesmo com o intuito de juntar valor o suficiente para deixar o país, com fez o venezuelano Amílcar Ortega Rangel.

Isso porque a Petro mais parece uma criptomoeda centralizada e nas mãos do ditador Nicolás Maduro que recentemente deu uma ‘canetada’ e aumentou seu preço em 150%. Isso não acontece com com o bitcoin, a maior criptomoeda do mercado cuja volatilidade se dá através da oferta e da demanda.

Publicidade

Opositor de Maduro é pró-Bitcoin

Outro fator que também pode ter influenciado o recorde de volume de bitcoin no país é a ascensão de Juan Guaidó, líder oposicionista contra o governo Maduro e autodeclarado presidente da Venezuela.

Guaidó já disse que a Petro é apenas mais uma maneira de Maduro enganar seu próprio povo. No Twitter, ele já chegou a publicar sobre o bitcoin, o que sugere uma boa visão acerca da criptomoeda.


Clique aqui e siga o Portal do Bitcoin no Instagram


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br


VOCÊ PODE GOSTAR
Bandeira do Japão

Gate.io de saída do Japão: empresa vai transferir clientes para corretoras de criptomoedas locais reguladas

A exchange deixará de aceitar novos registros de contas de residentes japoneses e iniciará o encerramento gradual dos serviços
Moedas de bitcoin sob bandeira da Argentina

Argentina sanciona lei que permite aumento de capital de empresas com criptomoedas

Javier Milei também nomeou um especialista em blockchain para liderar Agência Federal de Segurança Cibernética
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

Trump quase baniu o Bitcoin em 2020, mas uma pessoa o impediu

“Trump não acredita em nada além de si mesmo”, disse o executivo da Block Inc., Mike Brock
Imagem da matéria: Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mt. Gox: relembre a ascensão e queda da exchange que vai distribuir bilhões em Bitcoin

Mais de uma década após a maior exchange de Bitcoin do mundo ser hackeada, os credores da Mt. Gox finalmente receberão seus reembolsos; aqui está o que aconteceu