Imagem da matéria: “Você não fez um investimento”, diz diretor da Unick Forex para quem pediu dinheiro de volta
Danter Silva era diretor de marketing da empresa (Foto: Reprodução/Youtube)

De uma empresa que oferecia até 3% de rendimentos diários à uma fornecedora de cursos com cashback. A Unick Forex, que de repente passou a se chamar Academy, mudou o discurso e agora se aproveita dele para se desviar de cobranças vindas daqueles que aplicaram dinheiro na empresa..

Em vídeo veiculado na quinta-feira (22) no canal oficial da empresa, Danter Silva, diretor do departamento de Marketing da Unick, afirmou para uma investidora que solicitava o dinheiro de volta que ela não havia feito investimento nenhum.

Publicidade

Com o objetivo de mostrar que a Unick Forex tem trabalhado para resolver os problemas em sua plataforma, a empresa resolveu promover um vídeo de quase 8 minutos, com o diretor de marketing mostrando um escritório que seria da empresa.

No vídeo, Danter responde algumas reclamações de pessoas. Em um dado momento surge o comentário que está sendo feito por milhares de pessoas: “gostaria que me fosse devolvido todo o investimento”.

Apesar do diretor ter dito que essa “a mais básica” das questões, ele não diz que ela terá e quando o dinheiro de volta:

“Eu lamento, mas te explicaram o nosso projeto de maneira completamente errada. Você não tem um investimento conosco. Você adquiriu um produto sobre mercado financeiro”.

Publicidade

Danter nega todas as promessas iniciais da Unick Forex: “Nós nunca fomos e provavelmente nunca seremos uma plataforma voltada para investimento”.

Essa tem sido a resposta dada às queixas do ReclameAqui que tratam sobre a devolução do dinheiro ou saldo zerado nas contas. O número total chegou a 5137 críticas, considerando que as feitas em agosto só serão computadas na virada do mês.

Contradições da Unick Forex

Essa versão, no entanto, não condiz com o passado da Unick. O empreendimento que, no início atraiu pessoas ávidas promessas de altos retornos, mudou de estratégia após o aumento da pressão pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em janeiro.

A autarquia instaurou um processo administrativo sancionador após constatar que a empresa, além de captar irregularmente clientes no Brasil para investimentos, apresentava indícios de atuação em esquema de pirâmide financeira.

Publicidade

No memorando nº 167/2018-CVM/SMI/GME, que originou o processo administrativo, consta que a Unick publicou em seu site que “paga uma porcentagem diariamente de acordo com o lucro das operações realizadas, para participar basta adquirir tickets da empresa para ter direito aos ganhos”.

No mesmo documento, a CVM se remete a um trecho publicado no antigo site da Unick que a empresa oferecia “rendimento sobre as operações diárias de 1,5% a 3%”.

A explicação para esses rendimentos era de que:

“Atuando no mercado de Forex, Trader e Moeda Digital, a Unick tem como prioridade efetuar operações com lucros reais para serem distribuídos entre seus parceiros colaboradores”.

A autarquia juntou no processo diversas telas do site antigo da empresa as quais deixavam claro “sobre o modelo de negócios da empresa, que envolveria o investimento em Forex e Opções Binárias com a finalidade de proporcionar aos investidores ‘excelentes resultados diários’”.

Palavras de Leidimar

A promessa de alta rentabilidade por meio de investimentos era feita de forma clara também pelo seu presidente, Leidimar Lopes, que afirmou num dos vídeos veiculados no Youtube, que a pessoa sequer precisa saber sobre investimentos para ganhar na Unick.

Publicidade

Em pouco mais de dois minutos, Lopes explicou de forma clara como a pessoa pode “investir” na empresa e dobrar seu capital.

De Forex para Academy

A empresa chegou depois de um tempo até mesmo a mudar de nome passando a adotar em vez de Forex, o termo Academy.

Isso teria muito mais a ver com a nova roupagem da empresa que ao contrário de prometer ganhos diários que chegavam até 3%, passou a dizer que remunerava seus clientes por meio de cashback sobre os produtos educacionais adquiridos.

O que não ficou bem explicado era como a Unick, só com venda de produtos educacionais, conseguiria repassar aos seus clientes 200% do valor aportado nela.

O que se sabe é que a empresa está tendo dificuldades até mesmo para devolver o valor sem qualquer tipo de correção monetária e de forma parcelada em três vezes.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos