Imagem da matéria: Vitalik Buterin: uso forçado de bitcoin em El Salvador fere ‘ideais de liberdade’ das criptomoedas
Criador do Ethereum, Vitalik Buterin (Foto: Duncan Rawlinson/Flickr)

Recém-completado o primeiro mês do Bitcoin (BTC) como moeda de curso legal em El Salvador, o criador do Ethereum (ETH) Vitalik Buterin veio a público criticar a adoção forçada do ativo no país, algo que ele acredita ferir os princípios de liberdade das criptomoedas.

Buterin fez a declaração na sexta-feira (8) em um fórum do Reddit de opiniões impopulares, mas segundo ele não tem nada de impopular sobre essa opinião: “Tornar obrigatório que comerciantes aceitem uma criptomoeda específica é contrário aos ideais de liberdade que supostamente são tão importantes para o espaço cripto”.

Publicidade

O processo de implementação do bitcoin como moeda oficial em El Salvador foi tudo menos calmo. Uma semana antes da lei entrar em vigor no país, o governo prendeu um ativista contrário a nova política sem dar mais explicações. 

no dia D, a carteira estatal Chivo deu problemas, as centenas de ATMs de bitcoin que o governo espalhou pelo país ainda não funcionavam e milhares de salvadorenhos foram às ruas da capital São Salvador protestar contra o governo.

As manifestações continuaram ao longo do mês e o Tribunal de Contas começou a investigar a compra de bitcoin pelo governo. No meio disto tudo, o presidente Nayib Bukele se limitou a atacar todos que o criticavam e fazer piadas — ele inclusive passou a descrever a si próprio no Twitter como o “ditador mais legal do mundo”. 

Vitalik culpa maximalistas de bitcoin

De acordo com Vitalik Buterin, o presidente sai imune com essas declarações à medida que goza do prestígio da comunidade do bitcoin, principalmente dos maximalistas.

Publicidade

“Que vergonha para todos (ok, tudo bem, vou apontar os principais responsáveis: vergonha para os maximalistas do bitcoin) que o estão elogiando sem crítica”, escreveu ele. “Os maximalistas são uma comunidade muito fácil de elogiar você: você só precisa estar em uma posição de poder e fazer ou dizer coisas boas sobre eles e suas moedas”.

Ele avaliou como “imprudente” a tática de levar a criptomoeda para milhões de pessoas em El Salvador sem nenhum esforço prévio de tentar educar a população sobre a tecnologia: “Corre o risco de um grande número de pessoas inocentes serem hackeadas ou enganadas”.

Um usuário teorizou que Bukele está apoiando o bitcoin em El Salvador porque ele comprou a criptomoeda e quer que o preço suba, o que Buterin respondeu dizendo que essa era uma “hipótese mais simples e mais burra”. 

“Tanto por razões políticas quanto por ser um ser humano como todos nós, ele adora ser elogiado por pessoas que considera poderosas — ou seja, americanos”, concluiu Buterin.

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Imagem da matéria: Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

O autor de um golpe de “envenenamento de endereço” parece estar pensando duas vezes depois de roubar US$ 71 milhões de um grande investidor