Imagem da matéria: Vitalik Buterin quer reduzir taxas do Ethereum para US$ 0,05
(Foto: Shutterstock)

Historicamente, o Ethereum, a principal plataforma de contratos autônomos, é assolada por altos custos de transação.

Desenvolvedores estão tentando solucionar esse problema por meio de soluções de segunda camada, que ajudam a escalar aplicações ao processar transações fora da rede principal do Ethereum enquanto mantêm o mesmo nível de segurança e descentralização.

Publicidade

Embora as taxas de transação em diversas redes de segunda camada sejam menores em comparação às da rede principal do Ethereum, Vitalik Buterin, cofundador da rede, reconhece que ele precisariam custar muito pouco para serem “realmente aceitáveis”.

“[Taxas] precisam estar abaixo de US$ 0,05 para serem realmente aceitáveis, na minha opinião. Mas realmente estamos tendo progresso e mesmo o ‘proto-danksharding’ pode ser suficiente para nos fazer chegar lá por enquanto!”, tuitou ele na terça-feira (3).

O “proto-danksharding” mencionado por Vitalik é uma Proposta de Melhoria ao Ethereum (EIP-4844) recém-apresentada, criada para ajudar a rede a escalar no curto prazo.

A atualização permite que um novo tipo de transação chamado de “blob-carrying transaction” (ou “transação que carrega uma mancha”, em tradução literal) que carrega dados extras que não podem ser acessados pela Ethereum Virtual Machine (ou EVM, na sigla em inglês).

O tuíte de Buterin foi uma resposta a Ryan Sean Adams, apresentador do podcast Bankless, que compartilhou uma captura de tela da taxa média de gas de oito redes populares de segunda camada, calculada pelo site L2 Fees.

Publicidade
 

A maior taxa é da Arbitrum One, que cobra US$ 0,67 para enviar ether (ETH) e US$ 0,93 para converter tokens. A menor taxa é da Metis Network, que cobra US$ 0,02 para enviar ether e US$ 0,15 para converter tokens.

Para fins de comparação, uma transação média na rede principal do Ethereum custa 0,0048 ETH (ou US$ 13,83), de acordo com dados do Bitinfocharts.

Essa quantia estava bem mais alta após o lançamento da mais recente coleção de tokens não fungíveis (ou NFTs) do Yuga Labs no último final de semana, fazendo com que a taxa média de gas disparasse para quase US$ 200.

Menor segurança

Essa não foi a primeira vez que o cofundador do Ethereum falou sobre os problemas das altas taxas da rede.

Publicidade

Em julho de 2020, Buterin pediu por uma reforma no mercado de taxas do Ethereum, argumentando que altíssimos custos de gas tornariam a rede menos segura.

Este ano, ele também havia dito que ainda continua com sua opinião anterior de que “a internet do dinheiro não deveria custar mais do que cinco centavos por transação”.

“Esse foi o objetivo em 2017 e ainda é objetivo agora. É justamente por isso que estamos gastando tanto tempo trabalhando na escalabilidade”, disse Buterin na época.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
ilustração mostra logo da pepecoin PEPE subindo ao céu

Trader transforma R$ 2 mil em R$ 17 milhões graças ao triunfo da Pepecoin (PEPE)

Ao comprar a memecoin após o lançamento, o trader teve um ganho de 7.368x no investimento
Moeda de Bitcoi sob mapa da América comd estaque para Venezuela

Venezuela quer desativar todas as fazendas de mineração de criptomoedas do país

O governador do estado de Carabobo afirmou que o governo está prestes a publicar um decreto que irá proibir a mineração de criptomoedas
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)