Imagem da matéria: Vídeo: Vítima rouba celular de motoboy que estava prestes a aplicar golpe de empréstimo
Foto: Shutterstock

Paulo Gonçalves narrou no Twitter como foi capaz de escapar de um golpista que tentava fazer um empréstimo no Itaú em seu nome. O golpe é complexo e envolve diferentes etapas, mas a experiência de Gonçalves ilustra bem como a fraude funciona.

Primeiro, a vítima recebe a ligação de uma floricultura dizendo que vai receber um presente em sua casa de um remetente oculto. Em seguida, o motoboy responsável pela entrega pede que a pessoa tire um selfie para confirmar a entrega.

Publicidade

No entanto, a entrega não passa de uma farsa para o golpista conseguir o reconhecimento facial da vítima no aplicativo do banco, a etapa final para concluir o empréstimo em seu nome.

O que o motoboy não esperava era que a vítima que ele tentava enganar dessa vez reagisse, roubando o seu celular e posteriormente, denunciando todo o esquema para as autoridades.

Conforme é possível ver no vídeo gravado por Gonçalves, no momento que o motoboy lhe entregou o celular para fazer o selfie, ele saiu correndo com o aparelho. (vídeo abaixo)

Além de pegar o celular do golpista, no vídeo ele também foi capaz de gravar a placa da moto. Em seguida ele foi para a delegacia entregar o aparelho e as informações obtidas.

Publicidade

Na foto do celular que ele divulgou, é possível ver que o motoboy colocou uma fita para esconder a parte da tela que mostrava o logo do Itaú.

Celular do golpista roubado pela vítima (Foto: Twitter/@paulorgoncalves)

“O celular é do cara mesmo, tinha muita conversa no WhatsApp que o policial mostrou, já pegarem IMEI, sabem o nome dele e tudo. Tudo é de São Paulo, o número dos outros golpistas, o dele e onde a moto está registrada. Acho que ele dançou muito”, escreveu a vítima.

Escapando do golpe

Gonçalves explicou no Twitter que já conhecia esse tipo de golpe e que mais cedo naquele mesmo dia, suspeitou que seria a próxima vítima.

“Cheirinho que vou receber o golpe do motoboy. Dois bancos consultaram meu score no Serasa hoje e uma floricultura inexistente disse que vão me entregar um presente. Se pedir para tirar foto de comprovação da entrega, encaixa no passo a passo do golpe”, escreveu ele na sexta-feira (4), confirmando uma hora depois que sua suposição era verdadeira.

Publicidade

Ele recomendou no Twitter que para evitar ser vítima desse tipo de golpe, as pessoas devem ter cuidado com os seus dados pessoais e nunca permitir que qualquer um tire foto do seu rosto sem deixar claro a finalidade disso.

Gonçalves não deixou de pontuar que os próprios bancos têm uma parcela de culpa por permitir que esse tipo de golpe seja possível.

“Se o banco Itaú e a Certisign fizessem o seu trabalho corretamente, o golpe de engenharia social de hoje não existiria. O Itaú usa o Certisign para tirar a selfie, logo a Certisign deveria encher a tela de selfie de marca d’água”, sugeriu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
Fotos dos equipementos de mineração de criptomoedas operados com furto de eletricidade em Canela, RS

Polícia Civil do RS fecha fazenda de mineração de criptomoedas que lucrava R$ 400 mil por mês

Além de crime de furto de energia, casal preso responderá por porte ilegal de arma e lavagem de dinheiro
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo