Governo da Venezuela vai cobrar impostos sobre cada transação com criptomoedas
Nicolás Maduro, ditador da Venezuela (Foto: Jeso Carneiro/Flickr)

O presidente da Venezuela Nicolás Maduro pretende mudar a moeda em circulação no país, como medida para combater a hiperinflação que assola a economia. Anunciado na última quarta-feira (25), o bolívar soberano substituirá o bolívar. No pronunciamento, Maduro disse que o novo meio de troca estará “ancorada” à já existente criptomoeda estatal Petro.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou na segunda-feira (23) que a inflação no país poderia chegar aos 1.000.000% em 2018.

Publicidade

O bolívar soberano deve entrar em circulação no próximo mês. Segundo a Reuters, serão cortados cinco zeros do valor dos atuais bolívares. Em anúncio anterior, foi anunciado que seriam cortados quatro zeros. A Petro, que estaria ligada à nova moeda, foi lançada em fevereiro, e supostamente possui lastro em petróleo explorado no país.

Maduro, em seu anúncio, disse que as alterações mudarão as finanças do país “de forma radical”. De acordo com o teleSUR, o presidente da Venezuela falou no pronunciamento que a economia será impactada por completo pela Petro.

[A Petro] terminará sendo consolidada tecnológica e financeiramente [e vai] envolver toda atividade econômica nacional e internacional.

Apesar de ter sido declarada “ilegal” por oposicionistas no Congresso venezuelano, e ter sua circulação completamente proibida nos EUA com uma ordem executiva de Donald Trump, como reportado no Portal do Bitcoin, Nicolás Maduro tem criado diversos estímulos para inserir a Petro em diversos setores da economia nacional.

Desde seu lançamento, em fevereiro, Maduro requisitou aos bancos com sede no país que minerassem e fizessem parte das transações em Petro. Diversas empresas sob propriedade do estado tiveram que trocar uma porcentagem de suas vendas e compras pela criptomoeda.

Publicidade

Maduro declarou inicialmente que seriam emitidos 100 milhões de unidades do criptoativo, supostamente valendo US$ 6 bilhões, com o intuito de burlar as sanções econômicas impostas pelos EUA no país contra a crise humanitária e repressão política na Venezuela. Desde então, as medidas restritivas aumentaram e a Petro foi banida nos Estados Unidos.


Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Imagem da matéria: Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é "provável", dizem fontes próximas à SEC

Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é “provável”, dizem fontes próximas à SEC

Fontes disseram à Fox Business que a SEC está se baseando em decisões judiciais recentes para dar o sinal verde aos ETFs de Ethereum
Imagem da matéria: Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Embora a Coinbase tenha informado nesta manhã que o problema estava resolvido, sua página de status ainda indica que o app móvel e site estão com “desempenho prejudicado”