Imagem da matéria: Veja a lista dos bilionários das criptomoedas que mais perderam dinheiro em 2022
Foto: Shutterstock

A Forbes publicou um relatório de perdas dos empresários mais bem-sucedidos do mercado de criptomoedas, que, juntos, tiveram um prejuízo de US$ 116 bilhões em 2022.

A lista divulgada no último sábado (24) é encabeçada pelo CEO da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, seguido por Sam Bankman-Fried, criador e ex-CEO da fracassada FTX, e Brian Armstrong, CEO da Coinbase.

Publicidade

“O fim da FTX foi um final adequado para um ano de destruição de riqueza no setor de criptomoedas e blockchain”, diz a publicação. Ou seja, o colapso da empresa de Sam Bankman-Fried fechou um dos piores ciclos do mercado emergente desde a criação do Bitcoin.

Para a Forbes, a desvalorização do mercado cripto foi precedida com o choque econômico pós-pandemia, que desencadeou inflação e aumento das taxas de juros por bancos centrais do muno, seguida do caos implantado pelo quebra do ecossistema Terra (LUNA), que “sugou o capital do ecossistema cripto especulativo”.

Como resultado, 15 dos 17 dos investidores e fundadores mais ricos do meio cripto perderam coletivamente cerca de US$ 116 bilhões desde março. “15 deles perderam mais da metade de sua fortuna nos últimos nove meses. 10 perderam completamente o status de bilionários”.

De acordo com a Forbes, CZ saiu de um patrimônio líquido de US$ 65 bilhões em março deste ano para apenas US$ 4,5 bilhões em novembro; SBF de US$ 24 bilhões a zero; e Armstrong afundou para US$ 1,5 bilhão dos US$ 6 bilhões acumulados no início do ano. 

Publicidade

Veja a lista dos empresários por ordem de perda de patrimônio:

Lista mostra as perdas no ano dos magnatas do setor cripto (Fonte: Forbes)
Lista mostra as perdas no ano dos magnatas do setor cripto (Fonte: Forbes)

Ao repercutir a lista da Forbes, o jornalista Colin Wu, do Wu Blockchain, ressaltou que pode haver imprecisão nos dados, como por exemplo a “subestimação séria de CZ e Barry, e a falta de controladores de muitas exchanges, como Justin Sun, o fundador da OKX e Bybit, etc”.

O impacto da crise das criptomoedas

Para o fundador da Ripple Ventures, Matt Cohen, o excesso na criação de soluções para o mercado cripto pode ser um dos fatores que atrapalham o setor. Ele diz que agora o ponto é que há uma ruptura “onde todos terão que fazer uma pausa e dizer: ‘Ok, vimos uma tonelada de riqueza econômica destruída nos últimos meses, precisamos começar a levar isso a sério”.

“Muitas tecnologias de blockchain e empresas de criptomoedas criaram soluções para problemas que não precisavam ser consertados, e acho que agora teremos uma reinicialização total”, explica.

Conforme comentários de Cohen, as empresas cripto privadas que levantaram capital expressivo em 2021 e início de 2022 estão sendo negociadas com descontos significativos nos mercados secundários e em transações de balcão.

Publicidade

Para ele, os relatórios finais desse quarto trimestre mostrará o rumo que o setor tomará em 2023, ou seja, “quais fundos serão tachados como adequados”, diz ele.

Para contextualizar, o Opensea, por exemplo, que é o maior marketplace de NFTs, negociou US$ 200 milhões em janeiro deste ano, segundo dados do DappRadar, quando a plataforma era avaliada em US$ 13,3 bilhões. No mês passado, o site plataforma negociou apenas US$ 10 milhões em NFTs.

Resultado disso, “os cofundadores de 30 e poucos anos dp OpenSea, Devin Finzer e Alex Atallahh, não são mais bilionários”, finaliza a Forbes.

  • Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB
VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Imagem da matéria: Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

A Sbaraini, que operava criptomoedas, parou de pagar seus clientes após uma operação da Polícia Federal apontar para um esquema de lavagem de dinheiro dentro da empresa
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Manhã Cripto: ETFs de Bitcoin voltam a captar mais US$ 100 mi por dia nos EUA; Ex-diretor da FTX pede 18 meses de prisão

Mercado também começa a se preparar para veredito final da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

Aprovação do ETF de Ethereum pode acontecer antes do esperado, diz Coinbase

Maior exchange de criptomoedas dos EUA, a Coinbase está confiante de que a SEC aprovará ETFs de Ethereum à vista muito em breve, apesar do pessimismo mais amplo