Imagem da matéria: TV Brasil fala da resistência das criptomoedas em meio ao Covid-19
Foto: Shutterstock

Em reportagem na semana passada, a emissora estatal TV Brasil falou sobre a resistência das criptomoedas em meio à pandemia de Covid-19, levando em conta o impacto causado nos mercados no mundo. A entidade pertence à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), do governo federal.

Citando o bitcoin, que acumula uma alta de cerca de 30% desde janeiro deste ano, a reportagem disse que “em meio às turbulências, as moedas virtuais criptografadas resistem aos abalos mais fortes”.

Publicidade

Segundo a reportagem, o bitcoin aponta para um futuro sem dinheiro e sem banco. “Uma alternativa para investidores, mesmo sendo de altíssimo risco”, disse o repórter Pablo Mundim.

Ele ressaltou o mercado de mais de US$ 270 bilhões (liderado pelo bitcoin com cerca de US$ 180 bilhões) e a valorização no período de US$ 7. 200 para US$ 9.500. Hoje um bitcoin no Brasil está avaliado em cerca de R$ 48 mil.

Vale lembrar que em 2018 o mercado de criptomoedas chegou a bater a casa dos US$ 700 bilhões (na ocasião, só o mercado do bitcoin valia quase todo o mercado atual; aproximadamente US$ 240 bilhões).

“Tudo o que está acontecendo no mundo é claro que impacta o setor (de criptomoedas) também, mas impacta menos, porque ele não está atrelado a toda essa situação mundial — de mercados fechados, fronteiras fechadas”, disse à reportagem, Daniel Coquieri, sócio-fundador e COO da corretora brasileira BitcoinTrade.

Publicidade

Investidores de criptomoedas

A reportagem do TV Brasil falou com dois investidores cujos sentimentos de mercado são otimistas em relação à valorização do bitcoin a longo prazo.

“Para 2021/2022 vai ser muito interessante esse tipo de investimento”, disse o analista de sistemas Ricardo José Saraiva dos Santos.

Willians Monteiro, que faz mentoria para startups, acredita que as moedas virtuais serão o futuro do mercado financeiro.

“Num momento de pandemia as inseguranças vão existir, mas num longo prazo certamente esse tipo de investimento vai ser sim bastante rentável para o investidor individual”, disse.

Bitcoin a médio e longo prazo

Com anos de experiência no mercado de criptomoedas e de tecnologia, Coquieri sugere paciência ao investidor.

“Não compre bitcoin achando que você vai ficar rico amanhã; não invista em bitcoin achando que amanhã ele vai dobrar de preço; isso não vai acontecer. Mas olhando a médio e longo prazo é um ativo que tem características de se valorizar”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

FTX prometeu devolver 118% dos fundos dos clientes; o que acontece agora?

Segundo os balanços, a FTX deve cerca de US$ 11 bilhões, e conseguiu levantar entre US$ 14,5 e US$ 16,3 bilhões até agora
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

CVM julga hoje pirâmide Atlas Quantum; veja detalhes da acusação

Procuradoria da CVM acusa Atlas Quantum de operação fraudulenta no mercado de valores mobiliários e embaraço à fiscalização da CVM
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Imagem da matéria: Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Em operação contra “Rei do Bitcoin”, PF descobriu fraude em contratos públicos envolvendo irmão do ex-governador do Paraná 

Nova operação da Polícia Federal apura crimes ligados às investigações da operação Daemon, de 2021, que prendeu o “Rei do Bitcoin”, Claudio Oliveira