Imagem da matéria: Tribunal Superior Eleitoral vai pagar curso de engenharia de blockchain para servidor
Foto: Shutterstock

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou que irá custear a participação de um servidor em um curso sobre blockchains. Vale lembrar que em outubro deste ano serão realizadas eleições para presidente, governador, senador e deputado federal e estadual.

O servidor do TSE, que não foi nomeado, irá fazer o curso “Formação Engenheiro Blockchain”, ministrado pela Sucesso Tecnologia e Informação. O custo será de R$ 3.299.

Publicidade

A informação foi divulgada na edição do último dia 19 do Diário Oficial da União.

Estado brasileiro e blockchain

O Diário Oficial da União vem documentando como o Estado brasileiro tem passado a se articular para aprender sobre a tecnologia do blockchain e como isso ocorre em várias áreas.

Recentemente, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o Tribunal de Contas da União (TCU) firmaram parceria para criar a Rede Blockchain Brasil.

O projeto será feito por meio de um Acordo de Cooperação, que é um tipo de parceria na qual não há repasse de recursos entre as entidades.

O prazo para a criação dessa rede será de 4 anos e dois meses e, conforme aponta o DOU, sem a possibilidade de prorrogação.

Publicidade

Em fevereiro, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) fechou um contrato com a a empresa pública Dataprev para que seja criada uma ferramenta de trabalho com blockchain.

Segundo o informe, o objetivo é promover “a prestação de serviço de tecnologia da informação, que compreende a distribuição de informações de cadastro com tecnologia Blockchain e inclui o fornecimento de acesso e infraestrutura tecnológica de alto desempenho, capacidade e disponibilidade voltada para o compartilhamento e atualização de dados da base cadastral, em meio seguro, utilizando a tecnologia Blockchain”.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Imagem da matéria: Projeto de universitários brasileiros ganha R$ 50 mil em hackathon global da Solana

Projeto de universitários brasileiros ganha R$ 50 mil em hackathon global da Solana

Grupo criou aplicação para conectar via blockchain produtores de energia e estações de abastecimento, com a mira no mercado de carros elétricos