Kwon Joon
Trader sul-coreano Kwon Joon, de apenas 12 anos (Foto: Reprodução/Youtube)

Em vez de trocar brinquedos com os amiguinhos, o garoto sul-coreano Kwon Joon, de apenas 12 anos, acumulou 43% de lucro com a compra de ações no ano passado. Depois da conquista, o jovem passou a pensar grande e já sonha em se tornar o próximo Warren Buffett, segundo reportagem da Reuters na terça-feira (09).

“Em vez de day trade focado no curto prazo, quero manter meu investimento por 10 a 20 anos com uma perspectiva de longo prazo, com esperança de maximizar meus retornos”, disse Joon, que começou a investir em abril de 2020, contou a agência.

Publicidade

Na ocasião, Joon ficou seduzido pelas dicas de um especialista do mercado financeiro enquanto o assistia na TV. Em seguida, ele conseguiu convencer sua mãe a abrir uma conta para negociar a bolsa. Segundo ele, tratava-se de uma oportunidade única na década.

Joon começou então com as economias da época que eram de 25 milhões de won, cerca de US$ 22 mil. Na ocasião, contou à agência, começaram a vir os primeiros resultados — o Índice da Bolsa de Valores da Coreia do Sul (KOSPI) começou a se recuperar de uma queda de vários anos. A reviravolta proveu a Joon 15 milhões de wons.

Jovens no mercado de ações

Começar os investimentos da idade de Joon não é novidade na Coreia do Sul. Segundo a Reuters, muitos dos investidores são adolescentes ou até mais jovens.

Eles correspondem a mais de dois terços do valor total negociado em ações do país. Na CVM coreana, estão registradas mais de 200 mil contas para menores, o dobro de dois anos atrás.

Publicidade

De acordo com a reportagem, essa tendência cresceu à medida que os mercados de ações atraem famílias desapontadas com o sistema educacional combinado com o modo de vida dos millennials, que é trabalhar de casa.

É o que pensa a mãe de Joon, que questiona se um diploma universitário hoje seria tão importante, pois mesmo tendo um, atualmente as oportunidades de emprego são cada vez menores. Logo, o sucesso de Joon reflete os desafios de emprego para os jovens sul-coreanos.

“Não há empregos suficientes para graduados universitários, então muitos estão optando por diversificar suas carreiras no início,” disse à Reuters o pesquisador Min Sook-weon.

E Joon parece assimilar a situação do país. “Em vez de frequentar boas escolas como a Universidade Nacional de Seul, prefiro me tornar um grande investidor”, concluiu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”