Imagem da matéria: Token do The Sandbox dispara 10% após HSBC e Paris Hilton entrarem no jogo
(Foto: Shutterstock)

The Sandbox está se tornando um parquinho para que grandes marcas comecem a explorar o metaverso movido pelo hype.

Agora, HSBC, o segundo maior banco da Europa, e Paris Hilton, celebridade americana dos anos 1990 que se tornou uma entusiasta cripto, estão entrando para a brincadeira.

Publicidade

Nesta quarta-feira (16), o HSBC anunciou uma nova parceria com a plataforma de metaverso, que inclui a aquisição de um terreno virtual de LAND, que funciona como uma agência imobiliária digital no The Sandbox.

O banco deseja utilizar esse terreno no desenvolvendo diversas atividades de e-sports e jogos para entusiastas.

“Por meio de nossa parceria com The Sandbox, estamos entrando para o metaverso, permitindo que criemos experiências inovadoras de marca para clientes novos e já existentes”, disse Suresh Balaji, diretor de marketing da filial Ásia-Pacífico do HSBC. Ele acrescentou:

“Estamos empolgados em trabalhar com nossos parceiros esportivos, embaixadores de marca e Animoca Brands para cocriar experiências que sejam educacionais, inclusivas e acessíveis.”

Animoca Brands é a empresa-mãe do The Sandbox e está bastante envolvida em tudo o que envolve cripto e jogos. The Sandbox é uma plataforma de jogo desenvolvida na blockchain Ethereum e que alavanca criptomoedas e tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês).

Não é diferente de jogos populares, como Roblox ou Minecraft, exceto que cada objeto, avatar e terreno virtual pode ser comprado, vendido e personalizado por qualquer jogador.

Publicidade

Já Paris Hilton inaugurou sua parceria com The Sandbox com seu set especial como DJ na edição deste ano do festival SXSW. O show aconteceu na noite de terça-feira (15) em um mundo virtual elaborado pelo The Sandbox.

“Acredito muito no metaverso e na forma como tecnologias Web 3 estão dando autonomia a criadores, jogadores e artistas”, afirmou Hilton, acrescentando: “É um movimento e uma comunidade tão importantes dos quais estou orgulhosa de fazer parte. Mal posso esperar para que as pessoas vejam as incríveis experiências The Sandbox e eu levaremos juntos ao metaverso.”

As duas parcerias não passaram despercebidas por especuladores. Após ambos os anúncios, SAND, o token nativo do The Sandbox, disparou mais de 10%, de acordo com dados obtidos do site CoinMarketCap. O token está sendo negociado a US$ 2,95, registrando uma queda de 65% desde sua alta recorde registrada em novembro de 2021.

Marcas e a ascensão do metaverso

A promessa de um mundo aberto e virtual pertencente a seus criadores e povoado por qualquer um que tenha conexão à internet não passou despercebida por grandes corporações.

Publicidade

Talvez o Facebook seja o maior exemplo. O império de redes sociais liderado por Mark Zuckerberg reformulou toda a sua operação para Meta (em uma evidente referência às suas imperiais ambições de dominar o metaverso).

Grandes marcas, que variam entre Nike, Red Bull, McDonald’s, Walmart e outras, estão rapidamente registrando suas para o uso em mundos virtuais similares.

E conforme muitas dessas marcas registradas incluem termos como “criptomoedas” e “NFTs”, pode-se afirmar que não importa quem irá dominar o emergente metaverso, pois tudo provavelmente será tokenizado.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Notcoin cai 14% após novo projeto desagradar comunidade

Jogo viral do Telegram, Notcoin sofre um grande golpe à medida que o “recomeço” anunciado pelos criadores não surtiu efeito na comunidade
Imagem da matéria: Polícia apreende R$ 100 mil em mineradoras de criptomoedas dentro de carro no Paraná

Polícia apreende R$ 100 mil em mineradoras de criptomoedas dentro de carro no Paraná

As mineradoras de criptomoedas estavam em um carro modelo Onix que foi abordado pelos policiais durante a Operação Protetor
Imagem da matéria: PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

PF derruba quadrilha que enviou R$ 1,6 bilhão para exterior com uso de criptomoedas e doleiros

Estima-se que foram importados para o país mais de 500 mil telefones celulares pela organização criminosa nos últimos cinco anos
Imagem da matéria: Em evento na Europa, Vitalik Buterin discute melhorias cruciais para evolução do Ethereum

Em evento na Europa, Vitalik Buterin discute melhorias cruciais para evolução do Ethereum

Além de uma palestra de Vitalik Buterin, evento focado em Ethereum mostrou a força do Brasil na comunidade e reconhecimento como um hub na América Latina