Spike Lee sobre o uso de NFTs para financiar filmes
Spike Lee sobre o uso de NFTs para financiar filmes. Imagem: Shutterstock

O lendário cineasta Spike Lee é o mais recente diretor veterano a dar o salto para o universo NFT com uma próxima coleção de obras de arte do Ethereum baseadas em fotos de seu filme de 1986, “She’s Gotta Have It” (Ela quer tudo).

Como Quentin Tarantino e Kevin Smith, o escritor e diretor de “Faça a Coisa Certa” está explorando o potencial de usar seu próprio IP no espaço Web3. Nesse caso, ele está fazendo isso por meio de uma nova plataforma de cinema chamada “The Visible Project” (O projeto visível, em tradução livre), que apoiará jovens diretores e permitirá que os detentores de NFT votem em quais filmes serão financiados.

Publicidade

Lee apareceu na conferência VeeCon de Gary Vaynerchuk em Minneapolis na sexta-feira para discutir a iniciativa e depois falou com Decrypt após sua entrevista no palco.

The Visible Project lançará 3.945 NFTs Ethereum com imagens estáticas de Lee interpretando o personagem Mars Blackmon em “She’s Gotta Have It”. Lee passou a aparecer como Blackmon em uma série de comerciais da Nike, principalmente com Michael Jordan, e Lee recentemente dirigiu e apareceu como Blackmon em um curta-metragem para marcar o 50º aniversário da Nike.

https://twitter.com/Spike_Lee_Joint/status/1513547469849694208

Cada imagem NFT foi renderizada a partir da impressão original de 35 mm do filme, além de apresentar efeitos generativos, quadros e outros detalhes para tornar cada um visualmente distinto do resto. Eles devem ser lançados em meados de 2022, embora os detalhes finais ainda não tenham sido confirmados.

No palco, Lee disse ao presidente da VaynerNFT, Avery Akkineni, que seus filhos adultos Satchel e Jackson o apresentaram aos NFTs, que servem como prova de propriedade para coisas como obras de arte digitais, colecionáveis ​​e muito mais. Ele está comprando obras de arte NFT de edição única e interagindo com artistas desde então, além de fazer lição de casa para aprender sobre o espaço.

Publicidade

“Acho que para fazer qualquer coisa neste mundo, para ter sucesso, você precisa fazer alguma pesquisa para aprender sobre isso”, disse Lee ao Decrypt. “Apenas pular em algo sem saber nada sobre isso – isso não é uma jogada sábia.”

“Talvez eu tivesse feito isso nos meus dias de ignorância”, acrescentou, observando que tem 65 anos. “Mas agora não!”

Amostras do drop das NFTs de Spike Lee. Imagem: The visible project

Depois de uma longa e aclamada carreira cinematográfica, Lee disse ao Decrypt que criar NFTs é “algo novo para mim”. O Projeto Visible é desenvolvido pela Habitat Labs, uma startup de infraestrutura Web3, e Lee disse que eles “o colocaram na melhor posição para vencer”. Ele então acrescentou: “Agora soa como esportes”.

O Visible Project visa democratizar o financiamento de filmes usando drops de NFTs para arrecadar dinheiro e, em seguida, permitindo que os detentores de tokens votem se os projetos propostos recebem ou não financiamento.

O cofundador Eliot Greene disse ao Decrypt na VeeCon que Lee orientará cineastas cujos filmes são financiados pelo The Visible Project e que eles podem aproveitar alguns dos recursos de produção do estúdio de Lee, 40 Acres and a Mule Filmworks. A plataforma também planeja lançar um festival de cinema presencial no Brooklyn em 2023, juntamente com uma versão virtual.

Publicidade

“Estamos criando um estúdio de cinema descentralizado, onde financiaremos curtas-metragens diretamente de criadores emergentes, e cada NFT é um voto”, disse Greene. “Então, estamos democratizando o processo de luz verde de Hollywood, onde você pode realmente dizer qual conteúdo deseja ver feito.”

O Projeto Visível é o mais recente de uma série de iniciativas Web3 projetadas para agitar o cinema moderno, desde criadores independentes até amados diretores veteranos. Plataformas como a Decentralized Pictures de Roman Coppola e a Mogul Productions permitem que os detentores de tokens votem em quais projetos são feitos, enquanto o FF3 usa drops de NFT para arrecadar fundos para filmes.

Enquanto isso, Shibuya é uma plataforma que permite que os compradores de NFT influenciem a direção de um filme votando nas decisões da história. E os próximos NFTs Killroy Was Here de Kevin Smith permitirão que os proprietários criem seus próprios filmes e curtas usando os personagens de seus respectivos tolkens, e então o diretor de “Clerks” colaborará com eles para lançar sequências no estilo antologia.

“O cavalo está fora do celeiro, como dizem”, disse Lee ao Decrypt sobre o potencial dos NFTs de interromper os modelos tradicionais de financiamento de filmes.

Sobre se ele poderia considerar financiar seus próprios filmes via NFTs, Lee disse que teria que ser um filme independente de baixo orçamento. Mas há um benefício em buscar financiamento comunitário por meio de modelos Web3 descentralizados.

Publicidade

“A vitória é: você é o dono”, disse ele. “Você é dono disso.”

*Traduzido com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
chaveiro com moeda de bitcoin em cima de teclado de laptop

O que são chaves privadas na blockchain e quais seus benefícios? | Opinião

Autor explica os cinco pilares fundamentais para a custódia segura de chaves privadas
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15