Imagem da matéria: Solana ganha novo sistema que torna 80% mais barato criar NFTs
Foto: Shutterstock

A Metaplex Foundation revelou na segunda-feira (25) que está lançando um novo padrão de token não fungível (NFT) baseado na Solana, que é mais barato de criar e mais fácil para os desenvolvedores trabalharem — e, o que é crucial, dado o congestionamento recente, também requer substancialmente menos computação na rede Solana.

O padrão Metaplex Core, que a Fundação compartilhou exclusivamente com o Decrypt, é anunciado como um padrão NFT de última geração para a rede Solana, reduzindo os custos de mintagem e a demanda da rede em mais de 80% em comparação com o padrão Token Metadata existente na Solana.

Publicidade

“O Core é a combinação de nossos aprendizados desde que introduzimos o primeiro padrão Solana NFT no início de 2021”, disse o diretor da Fundação Metaplex, Stephen Hess, ao Decrypt. “Ele repensa o conceito de ativos digitais em Solana desde o início, otimizando o custo, a disponibilidade para expansão e o desempenho.”

A cunhagem de um NFT com o padrão Core poderia custar apenas 0,0037 SOL (cerca de US$ 0,70), disse a Fundação como exemplo, em comparação com 0,0220 SOL (US$ 4,25) com o padrão Token Metadata. Embora o padrão Bubblegum da Solana para NFTs compactados (ou cNFTs) continue sendo mais barato, ele também tem certas desvantagens e ainda se destina apenas a cunhagens em grande escala.

Metaplex Core

O Metaplex Core é totalmente focado em NFTs, não em tokens fungíveis, e, como resultado, foi substancialmente simplificado para uso do desenvolvedor. Embora o padrão Token Metadata precise interagir com várias contas Solana, o Core reduz esse total para apenas uma — algo que, segundo a Metaplex, pode “melhorar o desempenho da rede para Solana de forma mais ampla”.

Mas simplificar não significa também limitar, sugere a Fundação. Isso porque o Metaplex Core vem com suporte substancial a plugins, permitindo que os desenvolvedores incorporem vários recursos adicionais, como “staking incorporado” e “sistemas de pontos baseados em ativos”.

Publicidade

Na documentação adicional compartilhada com o Decrypt, foi possível verificar que o Core poderia desbloquear mecânicas avançadas de coleta na Solana, como a funcionalidade “burn-to-mint” que abrange muito mais ativos — até potencialmente 70 NFTs queimados em uma única transação. Isso é mais do que apenas 3-4 NFTs de uma vez usados no padrão Token Metadata.

A Fundação disse que as alterações em nível de coleção também serão mais fáceis com o Core, e que o padrão também permitirá maior compatibilidade entre os padrões NFT em outras redes por meio de possíveis plugins de projetos entre redes, como LayerZero ou Wormhole.

A Metaplex está implementando o padrão Core na devnet na segunda-feira (25), juntamente com o lançamento do código-fonte aberto, com planos de ter o padrão pronto na rede principal da Solana pela NFT NYC no início de abril. O Claynosaurz afirma que usará o Core em seus “Booster Packs” da NFT NYC, bem como em sua rifa Dactyl, enquanto o o marketplace de NFTs, Tensor, já se comprometeu a oferecer suporte ao padrão.

A nova fase dos NFTs

“Batizamos o programa de Core porque o vemos no centro da próxima onda de inovação em ativos digitais, dando suporte a milhares de artistas, comunidades, jogos da Web3, ativos do mundo real e aplicativos descentralizados“, acrescentou Hess. “Com o Core ativado na devnet, estamos empolgados em trabalhar com uma comunidade de construtores experientes em batalhas e com a próxima geração de empreendedores que estão provando o que só é possível na Solana em tempo real.”

Publicidade

Além de lançar o novo padrão, a Metaplex Foundation se comprometeu a colocar 50% de literalmente todas as taxas do protocolo Metaplex na tesouraria da Metaplex DAO por meio do token MPLX. Isso significa que a comunidade pode votar em como os fundos serão usados para adoção futura.

O token MPLX foi lançado na Solana em setembro de 2022 e teve seu airdrop feito para os criadores que usaram o protocolo no passado, mas o token em si não teve utilidade significativa até o momento. A Metaplex Foundation pegará 50% de todas as taxas de protocolo anteriores e as usará para comprar MPLX para doar à tesouraria da DAO, com 50% das taxas futuras usadas para a mesma finalidade.

A comunidade de detentores de tokens MPLX pode, então, decidir coletivamente o que fazer com esses fundos, seja queimá-los para reduzir a oferta, desenvolver recompensas de staking ou outras possíveis ações futuras.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Comércio pré-mercado de Hamster Kombat expande à medida que o lançamento se aproxima

Bybit é a mais recente exchange a entrar na disputa, permitindo a negociação de pontos do jogo antes do lançamento do token on-chain
Imagem da matéria: BitMEX se declara culpada de violar lei de sigilo bancário nos EUA

BitMEX se declara culpada de violar lei de sigilo bancário nos EUA

O Departamento de Justiça dos EUA disse que a BitMEX se envolveu em “evasão intencional” das leis combate à lavagem de dinheiro
Imagem da matéria: As maneiras mais loucas que os jogadores estão usando para ganhar mais no Hamster Kombat

As maneiras mais loucas que os jogadores estão usando para ganhar mais no Hamster Kombat

De pistolas de massagem a máquinas de costura, os jogadores estão pensando em maneiras malucas e criativas de otimizar seus toques no Hamster Kombat
jogo hamster kombat em tela de celular

Hamster Kombat: Veja o Daily Combo e Cipher Code desta sexta (19)

Procurando o combo diário e o código cifrado de sexta-feira, 19 de julho? Aqui está o que você precisa para ganhar moedas no jogo Hamster Kombat do Telegram