Imagem da matéria: Site diz que Binance desistiu de operação na Áustria e corretora responde: "Equivocado"
Foto: Shutterstock

A Binance afirmou nesta segunda-feira (26) que um artigo publicado pelo site europeu Finance FWD está equivocado ao afirmar que a corretora desistiu de um pedido de registro na Austrian Financial Market Authority (FMA), órgão que controla o mercado financeiro da Áustria.

De acordo com a reportagem publicada nesta segunda-feira (26), a retirada do pedido de licença aconteceu “há algum tempo” devido a uma pressão nos bastidores exercida pela FMA.

Publicidade

Procurada para comentar o assunto, a Binance disse: “Não podemos compartilhar detalhes das nossas conversas com os reguladores, porém, permanecemos comprometidos em atuar em conformidade onde a Binance opera. Nosso foco atual na Europa é garantir que estejamos em plena conformidade com os requisitos da MiCA, quando ela for implementada no final do próximo ano. Vamos continuar trabalhando para cumprir os requisitos da FMA”.

Sobre a informação, a Binance disse que “esta matéria representa equivocadamente nossa estratégia e parece estar baseada em uma compreensão desatualizada de nossos planos de negócios”.

Caso fosse confirmada a notícia, seria mais um revés da corretora na Europa. Isso porque a Binance vem perdendo várias operações nas últimas semanas: Bélgica, Holanda, Reino Unido e Chipre também entram na conta dos efeitos gerados pelo escrutínio regulatório global.

Vale lembrar que a empresa ainda enfrenta um processo em um dos maiores mercados cripto do mundo, os EUA, com ações registradas pela SEC contra a Binance.US.

Publicidade

Outro ponto negativo é que a participação de mercado da maior exchange de criptomoedas do mundo está perto da mínima em um ano, de acordo com dados da empresa de pesquisa Kaiko publicados pela Bloomberg.

A fatia da Binance nas negociações à vista estava em 56% até 19 de junho em relação aos dois meses anteriores, mostraram dados da Kaiko. É o menor nível desde agosto passado, quando a proporção estava em 53,7%, de acordo com a empresa.  

Binance na Europa

Recentemente, a Binance anunciou que vai deixar a Holanda. A corretora não conseguiu obter uma licença como provedora de serviços de ativos virtuais (VASP, na sigla em inglês), que comprova conformidade com as diretrizes para o combate à lavagem de dinheiro.

A partir de 17 de julho, residentes da Holanda só poderão sacar fundos da plataforma, de acordo com comunicado. A Binance também informou nas últimas semanas que pretende sair do Chipre. 

Publicidade

Na semana passada foi a vez do Reino Unido, com o cancelamento oficial de seu registro na Autoridade de Conduta Financeira (FCA, na sigla em inglês) do país. A mudança significa que a empresa não pode mais fornecer atividades e produtos regulamentados na região, segundo o regulador.

Na sexta-feira (23), o recado da vez veio do regulador da Bélgica, a Autoridade de Serviços Financeiros e Mercados (FSMA), que comunicou que as operações da Binance devem ser encerradas por “oferecer e fornecer serviços de câmbio na Bélgica entre moedas virtuais e moedas legais, bem como serviços de carteira de custódia, a partir de países que não são membros do Espaço Econômico Europeu”, o que o regulador diz violar uma proibição.

Por outro lado, a Binance já possui licenças na Suécia, Lituânia, Polônia, França, Espanha e Itália, comenta o Finance FWD.

VOCÊ PODE GOSTAR
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)
Imagem da matéria: Empresário "vende" Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

Empresário “vende” Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

O discurso de formatura da Ohio State University incluiu defesa do Bitcoin e cantorias que chocaram o público
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz