Imagem da matéria: Serviço que liga Binance Smart Chain ao Ethereum perde US$ 80 milhões em hack
Foto: Shutterstock

Uma invasão ao protocolo de Finanças Descentralizadas (DeFi) Qubit Finance permitiu que um hacker roubasse US$ 80 milhões em criptomoedas na quinta-feira (27).

A falha específica no contrato autônomo que permitiu o ataque foi localizada no X-Bridge, uma ponte entre blockchains, que facilita conversões de tokens entre as redes Ethereum e Binance Smart Chain.

Publicidade

Essa falha permitiu que o invasor inserisse dados maliciosos sem depositar ether (ETH) e recebesse US$ 185 milhões em Qubit xETH (um ativo que representa o ether transportado para o Binance Smart Chain) de volta.

Em seguida, o invasor usou esse dinheiro como garantia para “tomar emprestado” cerca de US$ 80 milhões em criptomoedas de diversos pools de empréstimo.

A análise completa dos ativos roubados totaliza 15.688 wETH (ou US$ 37,6 milhões), 767 BTC-B (ou US$ 28,5 milhões), aproximadamente US$ 9,5 milhões em stablecoins e US$ 5 milhões em tokens CAKE, BUNNY e MDX, segundo a empresa de auditoria CertiK.

Já que o invasor nunca converteu sua “garantia” de qXETH, o custo total do roubo ao Qubit Finance foi de US$ 80 milhões.

Publicidade

Qubit oferece recompensa em cripto

Nesta sexta-feira (28), a Qubit Finance publicou um artigo com uma análise minuciosa do ataque em sua totalidade.

Na página do Twitter da Qubit, a equipe também tuitou que ficará “feliz em conversar [com o invasor]”.

Anexou uma mensagem de captura de tela afirmando que a Qubit está “preparada para oferecer [ao invasor] a recompensa máxima para a invasão revelada” para “minimizar o efeito na comunidade”.

Analisas de segurança em blockchain da PeckShield tuitaram que fizeram a auditoria do protocolo de empréstimos do Qubit Finance e que, em breve, irá fornecer mais detalhes.

Embora esta invasão tenha sido a maior deste ano, não foi o primeiro hack interblockchains de 2022.

Na semana passada, um “hacker do bem” (ou “white-hat hacker”) roubou US$ 1,73 milhão da Multichain antes de devolver US$ 900 mil e ficar com o restante como recompensa.

Conforme diferentes blockchains se popularizam e a atividade entre eles também cresce, a expectativa é que projetos como Qubit e Multichain se tornem alvos principais de hackers.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Ex-líder da pirâmide Minerworld é condenado a um ano de prisão por posse ilegal de arma

Ex-líder da pirâmide Minerworld é condenado a um ano de prisão por posse ilegal de arma

Cícero Saad Cruz foi um dos líderes da Minerworld, empresa que deu um calote de quase R$ 50 milhões em clientes
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Saques na Binance somam US$ 1 bilhão após renúncia de CEO; Bitcoin (BTC) cai 2% e BNB mergulha 10% 

Manhã Cripto: Saques na Binance somam US$ 1 bilhão após renúncia de CEO; Bitcoin (BTC) cai 2% e BNB mergulha 10% 

Mercado de criptomoedas reage com perdas ao fim de uma investigação que resultou em uma multa de US$ 4,3 bilhões para a Binance
Imagem da matéria: Fundo de criptomoedas brasileiro suspende saques após gestora ser alvo de operação da PF

Fundo de criptomoedas brasileiro suspende saques após gestora ser alvo de operação da PF

Um ordem judicial proibiu quaisquer resgates e liquidações dos fundos cripto geridos pela Titanium Asset
Sam Bankman-Fried da FTX fando em vídeo

Na prisão, criador da FTX já trocou peixe por corte de cabelo e dividiu cela com ex-presidente de Honduras

Pacote de cavalinha virou moeda de troca nas prisões dos EUA após o tabaco ser proibido