Ripple e fintechs firmam aliança global para lançar o PayID, identidade única para pagamentos

Anúncio da PayID e participação da Ripple dialogam com movimentos da empresa no mercado brasileiro

Brasil representa 30% do volume de transferências de valores da Ripple
Foto: Shutterstock


A Ripple, fintech do Vale do Silício líder global em oferecer soluções empresariais em blockchain, é uma das empresas de tecnologia e do mercado de pagamentos a integrar uma aliança internacional responsável pelo PayID. Ela promete funcionar como uma identidade global que trará um relacionamento mais simples entre empresas e pessoas com o dinheiro.

De acordo com comunicado à imprensa, o PayID vai operar com um sistema similar ao do e-mail, o que vai facilitar envio de dinheiro em todo o mundo, sejam eles B2B, B2C ou P2P, independentemente do país ou bandeira bancária.

A aliança global de instituições, batizada de Open Payments Coalition, é composta por um total de 44 membros que atingem cerca de 100 milhões de consumidores em todo o mundo.

Ela visa ser o primeiro passo para a criação de uma rede aberta e internacional de pagamentos, que mude a forma como o dinheiro é enviado ao redor do mundo atualmente.

Além da Ripple, também integram essa aliança outras empresas ligadas ao setor cripto, como Blockchain.com, BitPay, Huobi, Bitrue, Bitso e Bitstamp.

Brasil estratégico

O anúncio da PayID dialoga com a agenda que a cúpula da Ripple teve no final de maio com a diretoria do Banco Central do Brasil. A reunião foi fechada à imprensa e nenhum dos participantes se manifestou publicamente.

Dias depois, em uma entrevista ao canal Future of Finance no YouTube, Marjan Delatinne, chefe global de operações bancárias da Ripple, disse que a startup estava trabalhando ativamente no desenvolvimento de um corredor de pagamentos no Brasil.



Esses movimentos se justificam porque o Brasil é considerado um mercado estratégico da Ripple. É um dos poucos países nos quais a empresa conta com uma representação direta, localizada em São Paulo.

O Brasil já é responsável por nada menos que 30% das operações de transferência de valores da Ripple. A empresa está de olho nas remessas internacionais de recursos entre pessoas físicas.

A Ripple já possui acordos firmados no Brasil com Santander, Bradesco, Rendimento e outros, para envio de dinheiro para o exterior.

A chegada do PayID no Brasil coincide ainda com eventos que estão sacudindo o mercado de pagamentos, como a possibilidade de transações via WhatsApp e a instituição do Open Banking e do sistema de pagamentos instantâneos PIX — estas duas últimas, tocadas pelo Banco Central.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br