Imagem da matéria: Projeto DeFi é hackeado e derruba preços de outras 18 moedas
Foto: Shutterstock

O protocolo de finança descentralizada (DeFi) ChainSwap sofreu no sábado (10) o segundo ataque hacker em uma semana, gerando perdas de US$ 4,4 milhões a pelo menos 18 outros projetos atingidos.

O hacker conseguiu explorar um bug crítico na plataforma que faz conexão entre criptomoedas de redes incompatíveis, como o Ethereum (ERC-20) e Binance Smart Chain (BEP-20). 

Publicidade

Conforme explicou no Twitter o desenvolvedor n30, os protocolos que usavam a ponte da ChainSwap, ficaram vulneráveis após o hacker conseguir o acesso aos seus contratos inteligentes na rede da Binance. A partir dessa abertura, ele foi capaz de gerar novos tokens e vender uma parte logo em seguida na exchange descentralizada PancakeSwap.  

Após o despejo de criptomoedas no mercado, os preços começaram a desabar. O token nativo da ChainSwap, ASAP, caiu 49% desde o ataque no sábado, segundo dados do CoinMarketCap. Desde o lançamento do projeto em abril, o moeda já perdeu 95% do seu preço.

De acordo com o analista Krisma, a exploração afetou diretamente cerca de 18 projetos, como o Wilder Worlds (WILD), Antimatter (MATTER), Optionroom (ROOM) Umbrella Blank (UMB), Nord (NORD), Razor (RAZOR), entre outros.

O preço do Wilder Worlds, por exemplo, desabou 66% após o invasor roubar 20 milhões de WILD. No caso do OptionRoom, o impacto foi ainda maior e o token ROOM desvalorizou 98% após a exploração, indo de US$ 0,22 para US$ 0,003.

Publicidade

Até o momento, o ChainSwap não fez uma publicação formal para revelar detalhes sobre o ataque e um possível plano de compensação para os projetos e usuários impactados. No Twitter, a equipe pediu para a comunidade não comprar tokens ASAP enquanto a investigação está em andamento. 

Os outros projetos já começaram a lançar planos para recompensar os seus usuários. A equipe do Wilder World concordou em doar 2 milhões de WILD para todos os detentores, que receberão a mesma quantia de moedas que tinham antes do ataque.

 O OptionRoom e AntiMatter também se comprometeram em fazer um airdrop de tokens pré-hack para os usuários atingidos.

ChainSwap

Quando o ChainSwap foi explorado pela primeira vez em 2 de julho, os invasores conseguiram roubar US$ 800 mil de diferentes pools de liquidez do projeto. Na ocasião, a equipe conseguiu negociar com os hackers com o apoio da exchange OKEx, e recuperou de volta a quantia roubada de tokens CORRA e RAI.

Ao contrário de muitos projetos pequenos que são hackeados, a ChainSwap se mostrava como um projeto promissor que recebia atenção de grandes investidores e outros protocolos. Em abril, o projeto arrecadou US$ 3 milhões da Alameda Research e o Block Dream Fund para expandir seus serviços no meio DeFi e integrar mais redes, como a Solana e Polkadot.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de mão segurando smartphone com logotipo da Toncoin

Toncoin (TON) bate recorde de preço e supera Cardano como 10ª cripto mais valiosa

O Toncoin (TON) da Open Network disparou nas últimas semanas e expulsou a Cardano do top 10 das criptomoedas
Logotipo do token CorgiAI

Mercado Bitcoin lista token CorgiAI

O ativo é ligado a projeto que usa utiliza inteligência artificial para criar uma comunidade de entusiastas no ecossistema cripto
Imagem da matéria: Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

Ex-ministro do Petróleo da Venezuela é preso por corrupção com uso de criptomoedas

O ex-ministro Tareck El Aissami foi preso por participar de esquema que desviou US$ 15 bilhões da venda de petróleo usando criptoativos
criptomoedas bitcoin ethereum e solana

Fatores macroeconômicos terão papel de peso no mercado cripto após o halving, diz Coinbase

Para a maior corretora cripto dos EUA, a tendência é que os mercados procurem novos catalisadores para sustentar a recuperação do primeiro trimestre