“Proceda o despejo do Bitcoin Banco”, diz decisão de juíza da 18ª Vara de Curitiba

Falta de pagamento ao locatário soma R$ 266 mil

Foto: Shutterstock


A Justiça do Paraná expediu uma ordem de despejo contra o grupo Bitcoin Banco (GBB) da sede que funciona nos quatro andares do Edifício Tiemann Headquarters, no centro de Curitiba, por conta de uma dívida de R$ 266.664,00 em aluguel.

De acordo com os documentos que o Portal do Bitcoin teve acesso, o fato ocorreu ainda no início deste mês. A EXM Partners, administradora no procedimento da Recuperação Judicial das empresas, somente tomou ciência do ocorrido na  terça-feira (23). 

No mesmo dia, a administradora judicial do GBB, informou à 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de Curitiba (PR) sobre a ordem de despejo para as empresas recuperandas.

Consta na petição da EXM Partners que “a existência desta ação de despejo e o consequente mandado expedido não foram noticiados neste feito recuperacional”.   

A administradora judicial informou na petição que no dia “23/06/2020, compareceu em seu escritório localizado à Rua Heitor Stockler de França, nº 396, 11º andar, sala 1102, aproximadamente às 9:00 horas da manhã, o Sr. Oficial de Justiça Leomir Alves da Silva”.

Trecho da decisão de despejo

Bitcoin Banco e o calote

Segundo a EXM Partners, o oficial de Justiça informou que estava cumprindo a “expedição de mandado de despejo para cumprimento imediato em desfavor da Recuperanda Bitcurrency Moedas Digitais S.A., expedido nos autos nº 0026009-14.2019.8.16.0001, em trâmite sob segredo de justiça perante a 18ª Vara Cível de Curitiba/PR”.

O processo trata daquele movido em outubro do ano passado por conta de aluguéis atrasados dos quatro conjuntos comerciais, incluindo nisso o condomínio e o IPTU.



Naquela época a dívida, com a devida correção e incluindo os honorários advocatícios, era de R$ 490.664,64. Mas o montante da ação contabilizava doze aluguéis e deste modo foi atribuído à causa o valor de R$ 266.664,00. 

Imóveis alugados

Os imóveis alugados estão localizados no Condomínio do Edifício Tiemann Headquarters, no Centro de Curitiba. O Grupo Bitcoin Banco primeiramente alugou o conjunto comercial do 7º pavimento desse condomínio.

O contrato de aluguel foi firmado em 15 de abril do ano passado com vigência entre o dia 17 daquele mês e ano e se encerraria em 30 de abril de 2022.

Em setembro, a empresa resolveu expandir e alugou o 8º, o 9º, e o 10º pavimento do mesmo prédio. Com contrato firmado em 05 de setembro, a empresa estaria com esses imóveis até 30 de agosto de 2021. O valor atual de cada aluguel é, segundo a petição inicial, de R$ 22.222,00, acrescidos dos encargos locatícios.