Imagem da matéria: Privatização da Eletrobras em 2021: ações podem subir?
Eletrobras (Foto: Reprodução)

De acordo com Eduardo Gomes, líder do governo no Congresso, a desestatização da Eletrobras (ELET3) será uma das prioridades do Congresso em 2021. E, portanto, defendeu uma perspectiva concreta em relação a votação.

“Esse assunto entrará obrigatoriamente na pauta do primeiro semestre, sem dúvida”, afirmou Eduardo Gomes em evento promovido pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Publicidade

Além disso, Eduardo disse que o otimismo vem junto com diversos outros projetos avançando no Congresso. Tais projetos, do interesse do mercado na infraestrutura do Brasil.

De acordo com ele, certamente a desestatização da Eletrobras começará a ser debatida a partir de fevereiro. Entretanto, afirmou que o Congresso necessita criar um ambiente de conteúdo político, e não ideológico.

“O projeto tem de ser visto como investimentos no setor elétrico”, disse o líder do governo no congresso, relembrando a crise energética vivida pelo Amapá.

Não é de hoje a conversa sobre a privatização da Eletrobras. A estatal já estava na lista de empresas visadas pelo ministro da economia Paulo Guedes. De acordo com Martha Seillier, secretária do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), a companhia é vista como prioridade. E afirmou: “não abriremos mão do objetivo para a Eletrobras”.

Publicidade

Paulo Guedes havia dito que em seus planos para 2020 constavam a privatização, entre outras estatais, da Eletrobras. Em dois anos de governos, nenhuma foi feita.

Os números da Eletrobras

No terceiro trimestre desse ano, o EBITDA da companhia diminuiu, totalizando R$ 2,4 bilhões, com queda de -10,1%. Dessa forma, sua margem EBITDA ficou em 33,4%, ante os 37,9% do terceiro trimestre de 2019.

Além disso, a estatal registrou um lucro líquido de R$ 85 milhões, caindo -86,6% na comparação anual. Assim sendo, sua margem líquida ficou em 1.166,1% crescendo 1.156,2 pontos percentuais.

A Eletrobras (ELET3) também conseguiu diminuir sua alavancagem financeira – quociente da divisão da dívida líquida recorrente pelo EBITDA – saindo de 2,1x para 1,9x. Assim sendo, a dívida líquida recorrente da Eletrobras subiu 16%, totalizando R$ 23,15 bilhões.

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos