Imagem da matéria: Ports Trader estaciona carro em duas vagas em shopping e viraliza após crítica de ex-BBB
Trader viraliza ao estacionar Lamborghini em duas vagas de estacionamento (Fotos: Reprodução/Twitter)

Suriel Ports, o day trader conhecido como Ports Trader, viralizou nas redes sociais ao estacionar sua Lamborghini em duas vagas no estacionamento de um shopping do Rio de Janeiro. O caso ganhou repercussão após a apresentadora e ex-BBB Ana Clara compartilhar no Twitter uma foto do carro com a uma nota no capô, que questionava: “Tua Lamborghini dá direito a duas vagas?”

O post, feito na sexta-feira (23), já recebeu mais de 100 mil curtidas no Twitter e vários comentários de influenciadores, como Thiago Nigro, o “Primo Rico”, que questionou se o incômodo seria igual se o carro fosse um Celta ao invés de uma Lamborghini, esclarecendo depois:

Publicidade

“Preciso deixar claro o seguinte: acho errado parar carro em duas vagas se você não estiver pagando por isso (mesmo que seja um celta, ou quem sabe até uma Lamborghini).”

Suriel fez uma publicação no Instagram para justificar que estacionou em duas vagas por uma questão de segurança, para evitar que outro motorista causasse dano ao seu carro de luxo.

“Essa época do ano causa muita correria e desatenção e muitos motoristas abrem suas portas com descuido, podendo causar dano no carro ao lado. Imagina quanto custa um dano numa Lamborghini de R$ 3 milhões”, disse o trader. Ele acrescentou que como não tinham carros ao lado e muitas vagas disponíveis, não iria incomodar ninguém. “Imaginei errado, pelo jeito”, concluiu.

Ports Trader polêmico

Antes de protagonizar essa polêmica, o trader gaúcho Suriel Ports já era conhecido por vender cursos que prometem ensinar as pessoas a ganhar R$ 100 por dia operando na bolsa de valores.

Publicidade

O histórico de Suriel, que se apresenta como “Trader de Elite”, no entanto, é marcado por polêmicas e acusações por parte dos investidores de que os cursos são uma propaganda enganosa.

No final de 2020, um usuário que comprou por R$ 1,3 mil o curso “Mentoria Trader de Elite”, contou ao Portal do Bitcoin que mesmo depois de ter assistido 480 videos de Suriel, não havia sido capaz de lucrar na bolsa de valores, nem mesmo para recuperar o valor investido no curso.

Na verdade, o usuário alega ter perdido R$ 15 mil fazendo o passo a passo que Suriel indicava na mentoria, criticando a qualidade dos vídeos e sua originalidade, já que o conteúdo era parecido ao divulgado em vídeos gratuitos no YouTube.

As reclamações contra os cursos do Ports Trader também explodiram na época no Reclame Aqui, com compradores pedindo o dinheiro de volta pela baixa qualidade do produto, demora na entrega e falta de suporte.

Publicidade

Nas propagandas, Suriel costumava fazer trades com lucros imediatos para pagar atividades banais, como um cafezinho ou um tênis em uma loja.

“O cara do cafezinho [Ports] não é transparente quando induz as pessoas a acreditarem que dá para ganhar dinheiro no mercado de maneira tão fácil. Ele não expõe os riscos do negócio. Ganha dinheiro vendendo curso”, disse no passado o sócio da Nord Research, Renato Breia, ao Portal do Bitcoin.

VOCÊ PODE GOSTAR
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais