Imagem da matéria: Por que o preço da criptomoeda Bitcoin Cash (BCH) está disparando 114% na semana
Bitcoin Cash (Foto: Shutterstock)

O token Bitcoin Cash (BCH) continua nesta sexta-feira (30) sua tendência de alta, que começou após sua listagem na nova corretora institucional EDX, que é apoiada por gigantes de Wall Street como Fidelity, Charles Schwab e Citadel, no dia 20 de junho.

O token BCH é o maior ganhador semanal entre os 300 principais tokens por capitalização de mercado segundo o CoinGecko, com ganhos de 114,3%. 

Publicidade

Em comparação, o Bitcoin (BTC) registrou ganhos de 2,4% no mesmo período, enquanto o Ethereum (ETH) foi negociado com os mesmos preços da semana passada.

Nas últimas 24 horas, o token ganha 33,9%, aparentemente impulsionado pelo excesso de apostas negativas no mercado de derivativos, alimentando a tendência de alta, além do aumento do interesse comercial em uma exchange sul-coreana.

Valorização de BCH 

A listagem da exchange EDX Markets é considerada uma forte impulsionadora para o BCH. Jamil Nazarali, CEO da exchange, considerou que os quatro tokens cripto listados EDX (Bitcoin, Ether, Bitcoin Cash e Litecoin) são apostas seguras em termos de conformidade com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC.

O preço do BCH foi fortemente suprimido durante a maior parte do ano, variando entre US$ 100 e US$ 150. No entanto, aumentou verticalmente após a sua cotação na EDX Markets. O BCH chegou a ser negociado por US$ 308,72, níveis vistos pela última vez há 14 meses, em maio de 2022.

Publicidade

A empresa de pesquisa do mercado de criptomoedas, The Tie, descobriu que os volumes de negociação do BCH na Binance atingiram níveis não vistos em dois anos, uma vez que os juros de negociação voltaram para o BCH após a listagem da EDX Markets.

Embora o aumento do volume de negociação após um catalisador positivo seja um sinal de forte participação no mercado e interesse no ativo, a tendência de alta tambem é parcialmente impulsionada por um “short squeeze” dos investdores e um aumento de volume surpreendente na principal exchange sul-coreana, a Upbit.

Um “short squeeze” é um fenômeno que ocorre quando o preço de um ativo aumenta, uma vez que a maioria dos operadores que apostaram contra o seu preço são forçados a comprar com prejuízo ou a experimentar uma liquidação forçada.

A volatilidade dos preços arrecadou US$ 19 milhões em liquidações nas últimas 24 horas, sendo as ordens curtas responsáveis por 77% do montante total, representando os níveis de liquidação mais elevados em junho de 2023, segundo dados do Coinglass.

Publicidade

O token também testemunhou um aumento nas negociações na exchange sul-coreana Upbit. Os dados do CoinGecko mostram que o volume de negociação de 24 horas do par BCH/KRW na Upbit alcançou os US$ 685 milhões, o dobro do volume de negociação do BCH na Binance.

De fato, o volume de negociação BCH/KRW da Upbit foi comparável ao volume de negociação do par BTC/USD de US$ 508 milhões na Coinbase, a maior exchange dos EUA.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
sob notas de dólares estão moedas de bitcoin, ethereum, ao lado de celular com logo FTX

FTX apresenta proposta para devolver aos clientes 118% dos fundos perdidos

Empresa afirma que caso o plano seja aprovado pela corte, os pagamentos serão feitos em até 60 dias
Imagem da matéria: Empresário "vende" Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

Empresário “vende” Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

O discurso de formatura da Ohio State University incluiu defesa do Bitcoin e cantorias que chocaram o público
Imagem da matéria: Binance demitiu funcionário que descobriu manipulação milionária de cliente da corretora, diz jornal

Binance demitiu funcionário que descobriu manipulação milionária de cliente da corretora, diz jornal

Uma semana antes da demissão, o funcionário produziu um relatório afirmando que a DWF Labs lucrou milhões através da manipulação de mercado de seis tokens