Imagem da matéria: Por que o governo chinês começou a caçar corretoras de criptomoedas
Foto: Shutterstock

Os investidores chineses de criptomoedas tiveram um novembro tumultuado. Tudo começou quando Mingxing “Star” Xu, fundador e CEO da popular bolsa OKEx, foi levado pela polícia chinesa, resultando em semanas de suspensão de saques. Então veio o boato de que Leon Li, fundador da Huobi, também poderia ter sido preso. Huobi negou veementemente as acusações e até processou um dos repórteres chineses por difamação.

Ainda assim, o fato de Li, assim como seus executivos, que normalmente resolveriam grandes questões por meio do WeChat ou emitindo um comunicado da empresa, permaneceram em silêncio. Isso nos faz pensar se sua reticência foi uma escolha ou força maior.

Publicidade

Ao contrário do OK Group, Huobi é considerada amiga do governo chinês. O próprio Li é formado pela prestigiosa Universidade Tsinghua e acompanha movimentos do governo desde o primeiro dia. Então, por que, de repente, o governo chinês direcionou ataques a essas empresas que têm estado na zona cinzenta?

O texto a seguir explora essas questões e mostra os limites que as empresas enfrentam.

Não cruze a linha

Vamos começar com a proibição do ICO na China em 4 de setembro de 2017, quando os sete departamentos governamentais, incluindo o Banco Popular da China (PBOC), ordenaram que o comércio de criptomoedas fosse interrompido. A lei proíbe explicitamente a negociação entre fiat e crypto – mas não era tão rígida em relação à criptomoedas.

Consequentemente, depois que a repressão recuou um pouco, muitas bolsas encontraram um novo modelo de lucro: mesas de negociação OTC juntamente com negociação cripto-cripto. Foi exatamente assim que a Binance nasceu no final de 2017: em vez de se concentrar em fiat-cripto, ela abraçou a negociação entre criptomoedas, sem moedas fiduciárias.

Por que o governo é tão sensível quando se trata da negociação entre criptomoedas e dinheiro fiduciário? Fácil – controle de capital. Muitos países em desenvolvimento que têm desfrutado de booms econômicos precisam enfrentar a espinhosa tarefa de garantir que os ganhos econômicos permaneçam no país. Se eles não tomarem cuidado, o capital fluirá livremente para países estrangeiros, provocando uma queda no valor de sua moeda.

Publicidade

Para evitar isso, o governo chinês examina, tanto política quanto economicamente, a entrada e a saída de capital. Ele promulgou leis que proíbem cidadãos e empresas de enviar e investir dinheiro no exterior. Um exemplo de destaque é o escândalo em torno de Wanda, um conglomerado que comprou vários ativos estrangeiros com dinheiro obtido no mercado imobiliário da China.

Então, como a criptomoeda entra em ação? Bem, sem surpresa, as criptomoedas fornecem a maneira mais fácil para as pessoas lavarem dinheiro no exterior – especialmente com moedas estáveis ​​como o USDT. Pode-se simplesmente comprar USDT de mesas de negociação OTC ou travar ganhos na forma de USDT, o que evita a volatilidade dos preços e o escrutínio regulatório. De fato, dados recentes da Chainanalysis mostram que o Tether ultrapassou o Bitcoin para se tornar o ativo digital mais recebido pelos endereços do Leste Asiático.

O governo chinês nunca foi anti-criptomoedas per se – ele é contra aqueles que usam criptomoedas para bagunçar sua política monetária.

Seguir essa mesma lógica de controle de capital nos ajuda a entender mais por que a mineração tem sido uma indústria legítima na China. A mineração é essencialmente exportação em troca de dólares. Ele está literalmente trazendo moeda estrangeira para a China e, portanto, contribuindo para o grande esquema de controle de capital do governo. Por que reprimir tal indústria?

Publicidade

O que vem a seguir

Embora muito pouco tenha sido revelado sobre o último incidente da OKEx e Huobi, muitos especialistas do setor acreditam que as bolsas podem ter sido envolvidas inadvertidamente em casos de lavagem de dinheiro. Mas isso não deve ser nenhuma surpresa, pois a negociação OTC normalmente envolve muito pouca diligência.

Para se proteger de futuras investigações, as bolsas chinesas precisam ser mais vigilantes sobre os negociações OTC. Eles terão que recusar transações suspeitas, apesar das taxas lucrativas, em troca de paz de espírito. Outra saída é descentralizar, o que pode explicar o movimento agressivo de Huobi para adquirir o empresa Sul-coreana Bithumb. Afinal, é mais fácil servir ao governo chinês em um país vizinho do Leste Asiático do que em qualquer outro lugar.

A parte complicada de operar uma bolsa na China é que sua capacidade de sobreviver está totalmente sujeita aos caprichos do governo. Ou devemos dizer capricho do presidente Xi Jinping? Foi ele quem colocou o blockchain na agenda de tecnologia do país e será aquele que poderá eliminar a criptomoeda de uma vez por todas.

Mas em que circunstâncias ele adotaria uma política tão radical? Talvez quando a criptomoeda tiver se tornado tão grande que ameace diretamente a estabilidade financeira do país. Se isso acontecer, ótimo para o ecossistema, mas ruim para quem não conseguiu sair a tempo.

Por enquanto, ambas as bolsas precisam permanecer conservadoras e discretas.

Os três grandes acontecimentos da semana passada

1. US$ 4,2 bilhões da Plus Token apreendidos e potencialmente vendidos

O julgamento da pirâmide financeira Plus Token confiscou US$ 4,2 bilhões em criptomoedas pelo tesouro estadual. A transação foi processada por Chaindigg, de Pequim, considerada a Chainanlysis da China.

Publicidade

Muitas análises na rede sugeriram que os tokens já haviam sido vendidos no final de 2019. Mas o caso nos faz pensar se o governo chinês alguma vez tentou trabalhar na gestão do tesouro durante a liquidação. Especificamente, deu instruções específicas a Chaindigg em termos de prazo e preço de venda e? De uma forma ou de outra, o governo tem sido um ator secreto na determinação do preço das criptomoeda.

Isso não é problema apenas da China, é claro. A mesma pergunta pode ser feita a outros governos. Em 5 de novembro, o governo dos Estados Unidos apreendeu US $ 1 bilhão em bitcoin originário do Silk Road. Se o BTC continuar a atingir níveis cada vez maiores, como vimos nos últimos dois meses, os governos centrais podem ser os maiores vencedores do boom das criptomoedas.

Um fato engraçado de Chaindigg é que o cofundador da Huobi, Leon Li, é um de seus investidores. Enquanto o governo está reprimindo a mesa de operações de OTC de Li por envolvimento potencial na lavagem de dinheiro, sua mesa de operações também está ajudando o governo a enriquecer seu tesouro. Sempre há dois lados da mesma moeda.

2. O preço de Canaan saltou 200%

Entre todas as empresas de mineração de criptomoedas, Canaan foi a que mais sofreu. Apesar de ser a primeira mineradora da China a abrir capital, a empresa enfrentou desafios e foi até processada por investidores por violar a lei de valores mobiliários.

Mesmo assim, seu preço subiu mais de 200% nos últimos dois meses.

O motivo principal provavelmente tem menos a ver com Canaan do que com a indústria em geral. Quando entramos em um mercado altista, as ações de plataformas de mineração dispararam. E, como uma das duas empresas de mineração de capital aberto, o preço das ações da Canaan subiu de acordo. No entanto, o que foi notável foi que depois de disparar 200%, a empresa anunciou um terceiro trimestre sombrio em 30 de novembro e o preço das ações caiu mais de 10%.

3. A OKEx voltou os saques

Agora que a OKEx parece ter saído de seu período sombrio quando seu fundador desapareceu, a bolsa está lançando uma série de novas campanhas para reter clientes. Como mostram os dados, alguns estão fugindo para outras bolsas.

Publicidade

Em sua campanha mais recente, anunciada na sexta-feira, os usuários OKEx que mantiveram 10.000 OKB por 7 dias receberão um bônus especial de 0,00283794 BTC (11,30862331 USDT). Chamada de “Happy Friday”, a distribuição gratuita de dinheiro ocorrerá semanalmente.

Normalmente, uma distribuição gratuita de dinheiro teria ganhado alguns aplausos da OKEx. No entanto, depois de sofrer um grande incidente de confiança quando foi revelado que seu dono, Star Xu, é o único detentor da chave privada da bolsa, a empresa pode enfrentar alguma suspeita e resistência.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Fazenda de Mineração de criptomoedas Salto del Guairá Paraguai -ANDE

Paraguai usa inteligência artificial para encontrar fazenda ilegal de mineração de Bitcoin

Autoridades apreenderam 176 ASICs em Saltos de Guairá com ajuda de sistema que mede a tensão de redes elétricas
Cristiano Ronaldo veste camisa da Binance

Cristiano Ronaldo lança nova coleção de NFTs enquanto é alvo de processo de US$ 1 bilhão com a Binance

O anúncio do jogador chega 27 dias depois de os EUA condenarem o criador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, a 4 meses de prisão
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas