Imagem da matéria: Polícia de SC encontra dinheiro até dentro de sapato em operação contra acusado de pirâmide
Dinheiro vivo era guardado dentro de sapatos por suspeito de pirâmide financeira em Videira (SC) (Foto: Divulgação/ Polícia Civil SC)

Um homem acusado de liderar um esquema de pirâmide financeira com ramificações por todo o Brasil foi preso pela Polícia Civil de Santa Catarina na última quarta-feira (22) em Videira, região centro-oeste do Estado. Na casa do suspeito, foi encontrado dinheiro escondido até dentro de sapatos.

Na ação foram apreendidos pelo menos R$ 5 milhões em bens, incluindo R$ 105 mil em dinheiro vivo que estavam na casa do suspeito. Um imóvel na zona rural pertencente ao suspeito, cujo nome não foi revelado, também foi alvo dos policiais.

Publicidade

As cédulas estavam dentro de caixas, de calçados e até dentro do estojo de um violino. Além do dinheiro, a ação da polícia apreendeu dois carros (um SUV e uma picape), artigos de luxo, documentos e propriedades que teriam sido usadas pelo suspeito para lavagem de dinheiro. Ativos financeiros e criptomoedas também são investigados como meios usados pelo suspeito para dissimular os ganhos ilícitos.

Por questões de saúde, o alvo da ação teve a prisão preventiva convertida para o regime domiciliar, mediante uso de tornozeleira eletrônica.

Dinheiro vivo encontrado na casa de suspeito de chefiar pirâmide financeira em Videira (SC)
Até estojo de violino era usado por suspeito de pirâmide financeira para guardar dinheiro vivo. (Foto: Divulgação/Polícia Civil SC)

Histórico com pirâmides

Ainda segundo as investigações, o suspeito têm ainda um largo histórico de participação em outros esquemas: Telexfree, Bbom, Click Dreams, AFTB (Associação Frutos da Terra Brasil) e Biticolibri.

A partir dessa experiência, o suspeito ainda montava os próprios esquemas de pirâmides. Uma delas ainda está em atividade, mas o nome também é mantido em sigilo pelos policiais.

Publicidade

As ações começaram no final de 2019, quando a polícia cumpriu mandados judiciais em algumas residências de investigados. Com a documentação apreendida foi possível planejar a etapa seguinte, deflagrada nesta última quarta-feira.

Segundo os delegados Felipe Orsi, Eduardo Defaveri e Henrique Valadão, que conduzem as investigações, os crimes praticados pelo investigado lesaram financeiramente milhares de vítimas. O caso segue em apuração para identificar outros braços do esquema, bem como o total do prejuízo.

Dinheiro vivo encontrado na casa de suspeito de chefiar pirâmide financeira em Videira (SC). (Foto: Divulgação/ Polícia Civil SC)

Crime comum

O levantamento “Fraudes em Investimentos no Brasil”, conduzido pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, ajuda a dar uma ideia do alcance que esse tipo de prática tem no país.

De acordo com a pesquisa, 11% dos brasileiros já foram afetados por algum tipo de fraude financeira, atraídos pela promessa de retorno rápido do capital investido, sem precisar entender de investimento. As pirâmides financeiras respondem por mais da metade desses esquemas (55%).

Publicidade

No caso das pirâmides, segundo a pesquisa, as principais vítimas são homens (58,3%), pessoas na faixa de 35 e 54 anos (64,9%) e indivíduos das classes A e B (59,9%).

VOCÊ PODE GOSTAR
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Imagem da matéria: Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao "Faraó do Bitcoin"

Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao “Faraó do Bitcoin”

Réu é acusado de ser responsável pela segurança do criador da GAS Consultoria e vender armas para a organização criminosa
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais