Imagem da matéria: Governo dos EUA busca advogado que entenda de criptomoedas para combater crimes
Foto: Shuttestock

O departamento de Justiça dos EUA (DoJ) busca por um especialista em Direito com experiência em cibercrimes internacionais. A ideia é que ele ajude no combate ao terrorismo e a crimes relacionados a criptomoedas, deep web e de propriedade intelectual praticados por hackers.

Segundo publicação do DoJ, o profissional vai atuar por 12 meses no Gabinete de Desenvolvimento, Assistência e Treinamento da Divisão Criminal do Ministério Público (Opdat).

Publicidade

Conforme detalhou o órgão, a missão da Divisão é desenvolver e administrar técnicas para aprimorar as capacidades dos profissionais que aplicam as leis nas instituições estrangeiras do setor de justiça.

Com tal medida, o foco é permitir que essas instituições combatam o crime organizado transnacional alinhado com o Estado de direito. Ao mesmo tempo, visa também proteger os cidadãos americanos em solo estrangeiro.

Outro ponto, diz a publicação, o profissional também vai apoiar a Rede Global de Repressão à Criminalidade Transnacional e de Alta Tecnologia (Glen). Essa força-tarefa é o resultado de uma parceria entre instituições de segurança pública dos EUA.

De acordo com o DoJ, atualmente esses profissionais têm sido destacados para posições em várias cidades do mundo.

Na terça-feira (21), o DoJ revelou que hackers chineses estavam sendo acusados de roubo de informações sobre vacinas contra a Covid-19 que estão em desenvolvimento. Segundo publicação do UOL, a acusação é de violação da propriedade intelectual de empresas nos Estados Unidos e em outros países.

Publicidade

Os invasores usaram as contas para arrecadar criptomoedas dos seguidores das celebridades. No total, conseguiram roubar o equivalente a R$ 600 mil. Entre os nomes de famosos que tiveram suas contas afetadas estão Elon Musk, Bill Gates, Apple e Uber.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago