Imagem da matéria: Plataforma NFT de Tom Brady arrecada US$ 170 milhões em financiamento
Foto: Shutterstock

Autograph, a plataforma de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) cofundada pelo quarterback da NFL Tom Brady, é uma grande sensação por ter atraído atletas e artistas, como Tiger Woods, The Weeknd e Simone Biles à sua causa.

Agora, a startup também passou a lucrar bastante.

Publicidade

Na quarta-feira (19), a Autograph anunciou um financiamento de US$ 170 milhões coliderada pelo fundo Andreessen-Horowitz (a16z) e Kleiner Perkins.

A rodada também inclui investimentos do Lightspeed Venture Partners, 01A e o novo fundo de capital de risco Katie Haun, ex-sócia-geral do a16z.

Como parte da arrecadação, Haun fará parte do comitê de conselheiros do Autograph, junto com Chris Dixon e Arianna Simpson do a16z, bem como Ilya Fushman do Kleiner Perkins.

Autograph não divulgou uma avaliação junto com o anúncio do financiamento. Anteriormente, a empresa havia arrecadado dinheiro em uma rodada coliderada por 01ª e Velvet Sea Ventures.

A plataforma foi anunciada em abril de 2021 em maio à primeira febre NFT e foi lançada em agosto em parceria com o DraftKings Marketplace.

Publicidade

Junto com os nomes mencionados acima, Autograph também lançou NFTs de atletas, incluindo Tony Hawk, Naomi Osaka, Wayne Gretzky, Derek Jeter, Usain Bolt e Rob Gronkowski.

A empresa afirma que o financiamento veio após diversas parcerias “recém-finalizadas” e que serão anunciadas no futuro próximo.

Autograph começou nos esportes, mas gradualmente expandiu seu foco, primeiro com a franquia “Jogos Mortais” da Lionsgate e, em seguida, com o artista Abel Tesfaye (mais conhecido como The Weeknd), que irá supervisionar a unidade musical da plataforma.

Brady tuitou sobre a rodada de investimentos, afirmando que a Autograph está “empolgada por acrescentar pessoas bastante experientes no setor Web 3 à nossa equipe”.

Ele compartilhou uma série de tuítes de Dixon, que explicou que a Autograph está “começando com celebridades, mas planeja apoiar criadores a cada etapa do desenvolvimento”.

Publicidade

Um NFT atua como um contrato desenvolvido em blockchain para um item digital e pode representar coisas, como imagens, arquivos de vídeo e objetos interativos de videogames.

O mercado teve um volume negociado de US$ 23 bilhões em 2021, segundo dados do DappRadar. A Autograph emite seus NFTs no Polygon, uma solução sidechain de escalabilidade para a principal plataforma NFT, a Ethereum.

Colecionáveis de esporte são uma parte significativa do mercado NFT, conforme o NBA Top Shot, do Dapper Labs, apresentou NFTs ao grande público no início de 2021. Dapper também tem parcerias com a NFL, UFC e LaLiga.

Em outubro, a plataforma Fanatics, da Candy Digital, que tem uma licença oficial com a Liga Principal de Baseball (ou MLB), arrecadou US$ 100 milhões e está avaliada em US$ 1,5 bilhão.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Imagem da matéria: "Centavo épico" de Bitcoin é usado para inscrever música da Grimes gerada por IA

“Centavo épico” de Bitcoin é usado para inscrever música da Grimes gerada por IA

Ordinals com uma música gerada por IA da Grimes foi inscrito num satoshi “épico” de Bitcoin avaliado em mais de R$ 10 milhões
Logo da ftx, dólares e bitcoin

Analistas preveem alta no mercado cripto com ressarcimento bilionário a clientes da FTX

A FTX deve cerca de US$ 11 bilhões a credores, mas a massa falida conseguiu levantar mais de US$ 14 bilhões
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Novo estudo do LAPIN apresenta melhores práticas para regulação de criptomoedas no Brasil

White paper feito pelo LAPIN com apoio da Ripple traz diversos pontos e dados para ajudar na regulação do setor de criptomoedas brasileiro