Imagem da matéria: Plataforma de empréstimos com criptomoedas pede falência nos EUA
Foto: Shutterstock

Uma empresa de empréstimos com criptomoedas chamada Cred entrou com pedido de concordata no Tribunal de Falências dos Estados Unidos para todas as suas subsidiárias, alegando que sofreu fraude financeira. A empresa oferecia juros mensais em aplicações de criptomoedas como bitcoin, ether e ripple.

De acordo com o Coindesk, em publicação no domingo (08), o pedido de falência é decorrente de atividades fraudulentas dentro da empresa, descritas pelos responsáveis como “incidente fraudulento“.

Publicidade

No documento registrado no Tribunal para o Distrito de Delaware, nos moldes do código ‘Capítulo 11’,  a Cred listou ativos estimados entre US$ 50 milhões e US$ 100 milhões e passivos entre US$ 100 milhões e US$ 500 milhões.

Para acompanhar a concordata, a Cred disse em comunicado que nomeou Grant Lyon como diretor para seu Conselho, que também vai atuar como presidente do comitê de reestruturação da empresa durante o processo do Capítulo 11.

Além de Lyon, os escritórios MACCO Restructuring Group e Paul Hastings também vão atuar como consultores financeiro e jurídico, respectivamente,  para avaliar fusões e aquisições e outras oportunidades de reestruturação.

Ainda sobre o documento, as empresas que a Cred listou para o processo são: Cred Inc.; Cred (US) LLC; Cred Merchant Solutions LLC; Cred Capital, Inc; Cred (Puerto Rico) LLC.

Publicidade

Empresa de criptomoedas alegou fraude

Há dois meses a plataforma havia entrado para o programa da Visa para desenvolver serviços de empréstimo, segundo informações do Coindesk em reportagem de setembro.

Conforme explicou, em outubro a Cred publicou uma carta “enigmática” onde disse que houve irregularidades no manuseio de fundos corporativos específicos, o que chamou de  “perpetrador de atividade fraudulenta”.

Em resposta, o Cred disse que havia sido aconselhado por um consultor jurídico a suspender temporariamente as entradas e saídas de fundos relacionados ao programa CredEarn.

Parceira de criptomoedas

Na ocasião, a parceira Uphold, que fornece as carteiras de criptomoedas, disse a seus clientes que havia “decidido interromper seu relacionamento com a Cred”.

Publicidade

Por meio de um tuíte no sábado, a plataforma não deixou dúvida de que vai procurar reparações judicialmente, alegando a quebra de contrato.

VOCÊ PODE GOSTAR
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
Imagem da matéria: Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

A big tech revelou o Copilot+ PC “projetado para IA” que recorda tudo o que é exibido na tela do seu computador
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais
Arte de robô observando por trás usuária de computador

Novo PC da Microsoft que grava tudo é “spyware” e será alvo de hackers, alertam especialistas

Os críticos dizem que novo PC centrado em IA da Microsoft é um pesadelo de privacidade