Imagem da matéria: Pioneiro do Bitcoin aparece em vídeo de 1998 falando de tecnologia chave para mundo cripto
Hal Finney fez a primeira transação de Bitcoin: recebeu 10 BTC de Satoshi Nakamoto (Foto: Reprodução)

Ressurgiu nesta semana no X, antigo Twitter, um vídeo do desenvolvedor de software americano e pioneiro do Bitcoin, Hal Finney, falando sobre as provas de conhecimento zero (“zero-knowledge proof”, em inglês).

As imagens são retiradas da 18ª Conferência Internacional de Criptologia, também conhecida como “Crypto ’98”, que aconteceu em 1998 na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara (EUA).

Publicidade

“Quero provar a vocês que eu conheço uma mensagem que gera um valor de hash dado usando o valor de hash SHA-1. Não quero revelar nada sobre a mensagem para vocês. É uma prova de conhecimento zero, e eu escrevi um programa para fazer isso que vou explicar”, começa Finney.

Mais tarde na palestra, ele elogia e credita Ronald Cramer e Ivan Damgard por terem inventado o sistema de prova de conhecimento zero que ele está demonstrando. “Eles apresentaram isso na quinta-feira nesta conferência, ‘Provas de conhecimento zero para aritmética de campo finito'”, disse Finney, chamando-o de “muito eficiente e bastante flexível”.

No mundo das criptomoedas, as provas de conhecimento zero são um tipo de protocolo usado para ajudar a proteger e escalar uma rede blockchain. Elas são mais notavelmente empregadas em rollups.

Rollups são um tipo de solução de escalonamento que “agrupa” várias transações juntas. A transação final é apresentada à blockchain como uma única transação.

Publicidade

Existem dois principais tipos de rollups: Optimistic e Zero-Knowledge. Rollups do primeiro tipo assumem que todas as informações agrupadas são válidas, permitindo que observadores contestem qualquer transação e a submetam aos validadores da rede Ethereum para confirmar e corrigir quaisquer erros.

Rollups de Conhecimento Zero (zk-rollups), por outro lado, dependem da criptografia de prova de conhecimento zero, que permite que um detalhe importante, como a idade de alguém, seja matematicamente comprovado sem divulgar informações adicionais, como a data de nascimento dessa pessoa.

Hal Finney, o pioneiro do Bitcoin

Harold Thomas Finney II nasceu na Califórnia em 1956 e faleceu no Arizona em 2014 devido a complicações causadas pela Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Fiel às suas ideias futuristas, seu corpo foi criopreservado pela Fundação de Extensão de Vida Alcor.

Em 11 de janeiro de 2009, Finney twittou que estava “rodando o Bitcoin”, o que, se verdadeiro, poderia significar que ele foi a segunda pessoa a executar o software do Bitcoin depois do criador da moeda, Satoshi Nakamoto.

Publicidade

No dia seguinte, ele recebeu 10 BTC de Nakamoto – a primeira transação de Bitcoin concluída. Dada a escassez de detalhes sobre a identidade de Nakamoto, alguns na comunidade Bitcoin hoje acreditam que Finney provavelmente era Satoshi – ou pelo menos um dos desenvolvedores por trás do pseudônimo.

No final do ano passado, a conta de Twitter de Finney voltou à vida após uma década de inatividade: “Este é Fran Finney”, twittou a viúva de Finney sob o nome de usuário do Twitter dele. “Estou twittando por Hal para evitar que sua conta seja excluída por Elon.”

Finney também mencionou os NFTs duas décadas antes de elas surgirem de fato.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
silhueta de homem com celular e logo da coinbase no fundo

Coinbase entra com recurso contra decisão em caso contra a SEC

Ao interpor o recurso, a Coinbase alega motivos substanciais para divergências de opinião, segundo disse o site The Block citando uma pessoa familiarizada com o caso
Imagem da matéria: Solana encontra solução para lentidão e apressa validadores a atualizar "o mais rápido possível"

Solana encontra solução para lentidão e apressa validadores a atualizar “o mais rápido possível”

Os desenvolvedores da Solana criaram uma correção para o congestionamento e pedem ajuda dos validadores nos testes
Celular com logotipo da BInance

Binance lista 6 novos pares de negociação com USDC e lira turca

A corretora também vai incluir os novos pares em seu serviço de robôs de negociação (trading bots)
criptomoedas caindo no fogo

Manhã Cripto: onda vendedora em mercados globais pressiona criptos; OKX lança rede de segunda camada

Expectativa por realização de lucros com a proximidade do halving puxa o Bitcoin, que acaba pressionando as outras criptomoedas